Sismac
  • Geral

    Plebiscito sobre a Vale atingiu 54% dos municípios

    Plebiscito sobre a Vale atingiu 54% dos municípios
    Cerca de 3,5 milhões de brasileiros se posicionaram contra o controle privado da Cia Vale do Rio Doce, em plebiscito realizado de 1º a 9 de setembro
    >RadioagenciaNP - Foram três milhões 729 mil e 538 (3.729.538) brasileiros que responderam a pergunta: A Vale deve continuar nas mãos do capital privado? Mais de 94% dos votantes assinalaram a opção NÃO.

    Este foi o resultado do Plebiscito sobre a Anulação do Leilão da Companhia Vale do Rio Doce, anunciado na segunda-feira, 8 de outubro, pelas organizações responsáveis pela consulta popular, no plenário 9 da Câmara dos Deputados, em Brasília. A votação aconteceu em escolas, igrejas, sindicatos, ruas e praças, sendo mais de 24 mil urnas espalhadas por mais de três mil municípios.

    Para o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Valdir Misnerovicz, o resultado foi positivo.“Os militantes se envolveram, participaram e nós conseguimos atingir 54% dos municípios brasileiros. Mas muito mais do que os números, foi um exercício pedagógico importante, porque foi um assunto que teve uma boa aceitação. E isso nos dá condição para acumular experiência para que o povo possa opinar sobre o destino do nosso país”.

    O plebiscito também contou com perguntas sobre o pagamento da dívida, o alto preço da energia e a reforma da previdência, mas estas não foram trabalhadas em todos os estados. Na Bahia e em Sergipe, a população foi questionada quanto à Transposição do Rio São Francisco. Dos cerca de 15 mil votos, 90% do povo se posicionou contra a transposição.

    Nesta quarta-feira, dia 10, os movimentos entregam o resultado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Uma audiência com o presidente Lula já foi solicitada. O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) apresentou um Projeto de Decreto Legislativo que propõe a realização do Plebiscito oficial sobre a privatização da Vale.
  • Geral

    Plebiscito sobre a Vale atingiu 54% dos municípios

    Plebiscito sobre a Vale atingiu 54% dos municípios
    Cerca de 3,5 milhões de brasileiros se posicionaram contra o controle privado da Cia Vale do Rio Doce, em plebiscito realizado de 1º a 9 de setembro
    >RadioagenciaNP - Foram três milhões 729 mil e 538 (3.729.538) brasileiros que responderam a pergunta: A Vale deve continuar nas mãos do capital privado? Mais de 94% dos votantes assinalaram a opção NÃO.

    Este foi o resultado do Plebiscito sobre a Anulação do Leilão da Companhia Vale do Rio Doce, anunciado na segunda-feira, 8 de outubro, pelas organizações responsáveis pela consulta popular, no plenário 9 da Câmara dos Deputados, em Brasília. A votação aconteceu em escolas, igrejas, sindicatos, ruas e praças, sendo mais de 24 mil urnas espalhadas por mais de três mil municípios.

    Para o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, Valdir Misnerovicz, o resultado foi positivo.“Os militantes se envolveram, participaram e nós conseguimos atingir 54% dos municípios brasileiros. Mas muito mais do que os números, foi um exercício pedagógico importante, porque foi um assunto que teve uma boa aceitação. E isso nos dá condição para acumular experiência para que o povo possa opinar sobre o destino do nosso país”.

    O plebiscito também contou com perguntas sobre o pagamento da dívida, o alto preço da energia e a reforma da previdência, mas estas não foram trabalhadas em todos os estados. Na Bahia e em Sergipe, a população foi questionada quanto à Transposição do Rio São Francisco. Dos cerca de 15 mil votos, 90% do povo se posicionou contra a transposição.

    Nesta quarta-feira, dia 10, os movimentos entregam o resultado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Uma audiência com o presidente Lula já foi solicitada. O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) apresentou um Projeto de Decreto Legislativo que propõe a realização do Plebiscito oficial sobre a privatização da Vale.

Notícias Relacionadas

Nenhum registro encontrado.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS