Dados desmentem propaganda pró Reforma da Previdência

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
20170320_reforma

A Previdência Social no Brasil é o
problema? Está falida? Vai quebrar?

Essas perguntas são repetidas à população desde a Constituição de 1988, que
garantiu por lei o maior programa de proteção social, fruto da intensa luta dos
trabalhadores.

De lá pra cá afirmações como: “a Previdência
é uma bomba que explodirá com o envelhecimento da população
”, associadas ao
suposto “rombo” foram utilizadas por todos os governos para justificar a
retirada de direitos sociais conquistados.

Durante todo esse período, os governos
desrespeitaram o que manda a Constituição ao desviarem verbas da Previdência
para bancos e empresas.

Não
tem rombo, o que tem é desvio

#@[email protected]#Em 2015, o governo desviou impostos e
tributos que financiam a Previdência Social das receitas da Seguridade. Dessa
forma, retirou e escondeu dessa conta a própria contribuição que o Estado é
obrigado por lei a fazer.

Todo
esse valor somado é seis vezes maior do que o suposto rombo que o governo federal
diz ter e que vai direto para o pagamento dos juros da dívida pública.

Se a Previdência Social tem rombo, por
que o governo aumentou de 20% para 30% o valor que ele pode usar da previdência
para outras áreas através da DRU? Seria correto retirar tantos recursos de um
sistema que supostamente tem rombo?

Perdão
aos milionários

Se a Previdência está “quebrada” por
que o governo isenta 59 setores econômicos de contribuir para o seu
financiamento? Além do mais, por que isentar de contribuições para a Previdência
os milionários clubes de futebol, igrejas e toda ordem de entidades
filantrópicas?

Maior
calote é dos grandes patrões

Os devedores da Previdência Social acumulam uma dívida de R$
426,07 bilhões, quase três vezes o valor do suposto déficit que o governo afirma
ser de R$ 149,7 bilhões no ano passado.

Conheça alguns dos devedores do Regime Geral da Previdência
Social:

Trabalho sem carteira
assinada

O trabalho sem carteira assinada implicou desfalque de
receita de mais de R$ 47 bilhões anuais para a Previdência, em 2015. Outros R$
43,8 bilhões anuais deixam de ser arrecadados pela omissão do governo em
fiscalizar e penalizar patrões que fazem pagamentos “por fora” da folha. Tem
ainda os patrões que deixam de se responsabilizar pelo pagamento de acidentes
de trabalho e benefícios acidentários ao registrar o acidente de trabalho como
doença comum, além de ocultar acidentes e riscos.

Maior gasto do
governo

Segundo o governo, “a Previdência é o maior item do gasto
público no Brasil” e é muito elevado, na comparação com outros países. E essa é
mais uma mentira! O maior gasto do governo vai para o pagamento de juros e
amortizações da dívida pública.

Mulheres no centro da
“reforma”

Governo diz que as regras atuais
são muito generosas com as mulheres e que a maior parte delas não têm filhos e
não faz dupla jornada, com trabalho dentro e fora de casa. Com essa
justificativa, o governo quer aumentar a idade mínima de aposentadoria sem
distinção de gênero, sendo de 65 anos para todo mundo.

Atualmente, as regras da aposentadoria são diferentes
entre homens e mulheres. A proposta de Reforma da Previdência desconsidera a
desigualdade de gênero que vivenciamos nessa sociedade. Clique aqui para conferir
mais informações sobre os ataques às mulheres contidos na proposta.

Posts Relacionados