Sismac
  • 11 | 03 | 2016 - 12:31 Carreira

    Prefeitura não quer pagar retroativo das distorções dos aposentados

    Prefeitura não quer pagar retroativo das distorções dos aposentados
    Aposentados não aceitam a negativa e vão se reunir no dia 14, no SISMMAC, para organizar formas de cobrar seus direitos
    Depois de vários adiamentos e de muita enrolação, a Prefeitura escancarou seu desrespeito aos aposentados. Em reunião com o SISMMAC nesta sexta-feira (11), a administração municipal informou que não quer pagar os nove meses de valores retroativos da correção das distorções de 2001 que deve a todos que se aposentaram com paridade e isonomia.

    Não vamos aceitar essa tentativa de passar por cima da lei, nem vamos permitir que metam a mão no que é nosso por direito! Na próxima segunda-feira (14), nossas aposentadas e aposentados vão se reunir na sede do SISMMAC a partir das 14h para definir como aumentar a cobrança em cima da Prefeitura!

    Vamos nos organizar para dar um basta nesse descaso e mostrar de uma vez por todas que em direito não se mexe!

    A reunião com o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba e Secretaria Municipal de Recursos Humanos foi uma grande decepção.

    Além da recusa de reconhecer sua dívida a respeito dos retroativos, a Prefeitura também quer adiar ao máximo os benefícios do novo Plano de Carreira para os aposentados. A proposta de decreto entregue pela administração municipal nesta sexta-feira prevê que os benefícios da transição para o novo Plano sejam pagos apenas no momento do enquadramento, com uma única parcela em dezembro de 2016.

    Veja as desculpas apresentadas pela Prefeitura para desrespeitar nossos direitos:

    Pagamento dos retroativos das distorções de 2001

    Segundo a Lei 14544/2014, as referências da correção das distorções de 2001 deveriam ter sido pagas em fevereiro de 2015. Entretanto, só foram pagas às aposentadas e aposentados em novembro, com nove meses de atraso. Por isso, a administração é obrigada a pagar os valores em atraso para todos que se aposentaram com direito a paridade e isonomia.

    Entretanto, a Prefeitura está tentando distorcer o significado da lei para fugir do pagamento. Na reunião desta sexta-feira, os representantes da administração vieram com a desculpa furada de que os retroativos só poderiam ser pagos a partir de novembro, que seria a data de sua identificação.

    Essa desculpa não tem embasamento jurídico e é um grande desrespeito a todo o processo de negociação que se estendeu ao longo do ano!

    Implantação do novo Plano de Carreira

    A administração municipal também entregou hoje a proposta de decreto. O documento será analisado pela direção do SISMMAC e por nossa assessoria jurídica e debatido com a categoria no dia 14 de março.

    O principal problema verificado até agora é a tentativa de empurrar para o último prazo possível o pagamento dos benefícios que para os profissionais da ativa foram pagos de forma parcelada ao longo de dois anos.

    A proposta da Prefeitura é que o decreto seja publicado até 31 de março e que seja disponibilizado um simulador, assim como foi feito para os profissionais da ativa, até 30 de abril para que as aposentados e aposentados verifiquem se vale ou não a pena optar pelo novo Plano de Carreira. O prazo para adesão, nessa proposta, iria até o dia 30 de novembro.

  • 11 | 03 | 2016 - 12:31 Carreira

    Prefeitura não quer pagar retroativo das distorções dos aposentados

    Prefeitura não quer pagar retroativo das distorções dos aposentados
    Aposentados não aceitam a negativa e vão se reunir no dia 14, no SISMMAC, para organizar formas de cobrar seus direitos
    Depois de vários adiamentos e de muita enrolação, a Prefeitura escancarou seu desrespeito aos aposentados. Em reunião com o SISMMAC nesta sexta-feira (11), a administração municipal informou que não quer pagar os nove meses de valores retroativos da correção das distorções de 2001 que deve a todos que se aposentaram com paridade e isonomia.

    Não vamos aceitar essa tentativa de passar por cima da lei, nem vamos permitir que metam a mão no que é nosso por direito! Na próxima segunda-feira (14), nossas aposentadas e aposentados vão se reunir na sede do SISMMAC a partir das 14h para definir como aumentar a cobrança em cima da Prefeitura!

    Vamos nos organizar para dar um basta nesse descaso e mostrar de uma vez por todas que em direito não se mexe!

    A reunião com o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba e Secretaria Municipal de Recursos Humanos foi uma grande decepção.

    Além da recusa de reconhecer sua dívida a respeito dos retroativos, a Prefeitura também quer adiar ao máximo os benefícios do novo Plano de Carreira para os aposentados. A proposta de decreto entregue pela administração municipal nesta sexta-feira prevê que os benefícios da transição para o novo Plano sejam pagos apenas no momento do enquadramento, com uma única parcela em dezembro de 2016.

    Veja as desculpas apresentadas pela Prefeitura para desrespeitar nossos direitos:

    Pagamento dos retroativos das distorções de 2001

    Segundo a Lei 14544/2014, as referências da correção das distorções de 2001 deveriam ter sido pagas em fevereiro de 2015. Entretanto, só foram pagas às aposentadas e aposentados em novembro, com nove meses de atraso. Por isso, a administração é obrigada a pagar os valores em atraso para todos que se aposentaram com direito a paridade e isonomia.

    Entretanto, a Prefeitura está tentando distorcer o significado da lei para fugir do pagamento. Na reunião desta sexta-feira, os representantes da administração vieram com a desculpa furada de que os retroativos só poderiam ser pagos a partir de novembro, que seria a data de sua identificação.

    Essa desculpa não tem embasamento jurídico e é um grande desrespeito a todo o processo de negociação que se estendeu ao longo do ano!

    Implantação do novo Plano de Carreira

    A administração municipal também entregou hoje a proposta de decreto. O documento será analisado pela direção do SISMMAC e por nossa assessoria jurídica e debatido com a categoria no dia 14 de março.

    O principal problema verificado até agora é a tentativa de empurrar para o último prazo possível o pagamento dos benefícios que para os profissionais da ativa foram pagos de forma parcelada ao longo de dois anos.

    A proposta da Prefeitura é que o decreto seja publicado até 31 de março e que seja disponibilizado um simulador, assim como foi feito para os profissionais da ativa, até 30 de abril para que as aposentados e aposentados verifiquem se vale ou não a pena optar pelo novo Plano de Carreira. O prazo para adesão, nessa proposta, iria até o dia 30 de novembro.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS