Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Seminário amplia debate sobre ameaças do projeto Escola Sem Partido
    12 | 08 | 2017 - 13:02 Informe-se

    Seminário amplia debate sobre ameaças do projeto Escola Sem Partido

    O Seminário "Educação Sem Diversidade é Retrocesso" reuniu profissionais da educação pública para discutirem o projeto

    Aconteceu neste sábado (12) o Seminário "Escola Sem Partido: Educação Sem Diversidade é Retrocesso". O evento contou com a presença das palestrantes Andrea Caldas, Ananda Puchta e Francielly Costa para ampliarem o debate entorno do projeto Escola Sem Partido, que está em tramitação na Câmara Municipal de Curitiba. 

    A professora Andrea Caldas, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), deu início ao seminário e apresentou como o projeto pode afetar as unidades de ensino no setor pedagógico e quais seriam as consequências. Já a advogada Ananda Puchta, da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB, fez uma fala do ponto de vista jurídico, explicando as inconstitucionalidades dos projetos propostos pela bancada conservadora.

    Para encerrar, Francielly Costa, da direção do SISMMAC, falou sobre sobre a organização da categoria contra essas ameaças que, além de prejudicar o ensino das crianças, cria mecanismos de retaliação e perseguição aos profissionais da educação pública. 

    Próximas ações

    Após o debate entre os participantes, houve mais um reforço sobre as ações contra a Escola Sem Partido, que foram definidas na última assembleia de quinta-feira (10). A próxima ação será no dia 15 de agosto (terça-feira), em conjunto com o movimento CWB Resiste. O ato acontece a partir das 8h, em frente à Câmara Municipal. 

    O parecer da Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal de Curitiba (Projuris) sobre o projeto Escola Sem Partido já foi publicado e apresentou diversas inconstitucionalidades. No entanto, mesmo com irregularidades no texto, o projeto ainda passará pelas Comissões temáticas competentes. Por tanto, também faz parte das ações organizar a categoria para acompanhar as reuniões das Comissões, que ainda não tem data definida.

     Vamos nos manter mobilizados para barrar esse grave ataque à educação pública! Participe do ato de terça-feira (15) para mostrar que a educação deve respeitar a diversidade e estimular o pensamento crítico das crianças.

Imprimir
  • 12 | 08 | 2017 - 13:02 Informe-se
    Seminário amplia debate sobre ameaças do projeto Escola Sem Partido

    Seminário amplia debate sobre ameaças do projeto Escola Sem Partido

    O Seminário "Educação Sem Diversidade é Retrocesso" reuniu profissionais da educação pública para discutirem o projeto

    Aconteceu neste sábado (12) o Seminário "Escola Sem Partido: Educação Sem Diversidade é Retrocesso". O evento contou com a presença das palestrantes Andrea Caldas, Ananda Puchta e Francielly Costa para ampliarem o debate entorno do projeto Escola Sem Partido, que está em tramitação na Câmara Municipal de Curitiba. 

    A professora Andrea Caldas, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), deu início ao seminário e apresentou como o projeto pode afetar as unidades de ensino no setor pedagógico e quais seriam as consequências. Já a advogada Ananda Puchta, da Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da OAB, fez uma fala do ponto de vista jurídico, explicando as inconstitucionalidades dos projetos propostos pela bancada conservadora.

    Para encerrar, Francielly Costa, da direção do SISMMAC, falou sobre sobre a organização da categoria contra essas ameaças que, além de prejudicar o ensino das crianças, cria mecanismos de retaliação e perseguição aos profissionais da educação pública. 

    Próximas ações

    Após o debate entre os participantes, houve mais um reforço sobre as ações contra a Escola Sem Partido, que foram definidas na última assembleia de quinta-feira (10). A próxima ação será no dia 15 de agosto (terça-feira), em conjunto com o movimento CWB Resiste. O ato acontece a partir das 8h, em frente à Câmara Municipal. 

    O parecer da Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal de Curitiba (Projuris) sobre o projeto Escola Sem Partido já foi publicado e apresentou diversas inconstitucionalidades. No entanto, mesmo com irregularidades no texto, o projeto ainda passará pelas Comissões temáticas competentes. Por tanto, também faz parte das ações organizar a categoria para acompanhar as reuniões das Comissões, que ainda não tem data definida.

     Vamos nos manter mobilizados para barrar esse grave ataque à educação pública! Participe do ato de terça-feira (15) para mostrar que a educação deve respeitar a diversidade e estimular o pensamento crítico das crianças.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS