Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • SISMMAC repudia prisão de servidores do Detran-MT em greve
    01 | 11 | 2017 - 10:10 Mobilização

    SISMMAC repudia prisão de servidores do Detran-MT em greve

    Na última terça-feira (31), Polícia Militar agrediu e prendeu servidores que estão em greve desde o dia 11 de setembro

    O direito de livre manifestação da nossa classe sofreu mais um duro ataque na última terça-feira (31). Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Mato Grosso, que estão em greve há cerca de 50 dias, foram reprimidos de forma violenta pela Polícia Militar em uma manifestação.

    A violência ocorreu em frente ao Palácio Paiaguás, em Cuiabá, quando os servidores chegaram para reivindicar uma reunião de negociação com o governo. Ao invés de receber os trabalhadores, o governador Pedro Taques (PSDB) fechou os portões e usou a polícia para reprimir a manifestação.

    Para acabar com o protesto dos servidores, que bloqueavam a rua com faixas, a Polícia Militar usou spray de pimenta, arrastou uma servidora para dentro do camburão e chegou a imobilizar outro servidor com um golpe chamado 'mata-leão'. Três servidores foram detidos, dois deles eram diretores sindicais.

    Além de toda a violência usada para reprimir o protesto, os diretores do Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT) denunciam uma série de violações aos direitos humanos cometida pela polícia durante e após a prisão.

    As professoras e professores municipais de Curitiba, através do SISMMAC, manifestam sua solidariedade e apoio à luta dos servidores do Detran-MT! Com a violência, o governo do Mato Grosso busca impor sua vontade a força e tenta calar a justa reivindicação dos trabalhadores assim como ocorreu em Curitiba, durante a votação do pacotaço.

    A direção do SISMMAC expressa também seu repúdio à toda tentativa de impedir o direito de livre manifestação e de criminalizar a luta dos trabalhadores! Não aceitamos que tratem como crime a luta em defesa de direitos e contra a precarização dos serviços públicos!

    Veja abaixo o vídeo gravado pelos servidores, durante o momento da repressão policial:

    Com informações do Sinetran-MT
Imprimir
  • 01 | 11 | 2017 - 10:10 Mobilização
    SISMMAC repudia prisão de servidores do Detran-MT em greve

    SISMMAC repudia prisão de servidores do Detran-MT em greve

    Na última terça-feira (31), Polícia Militar agrediu e prendeu servidores que estão em greve desde o dia 11 de setembro

    O direito de livre manifestação da nossa classe sofreu mais um duro ataque na última terça-feira (31). Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Mato Grosso, que estão em greve há cerca de 50 dias, foram reprimidos de forma violenta pela Polícia Militar em uma manifestação.

    A violência ocorreu em frente ao Palácio Paiaguás, em Cuiabá, quando os servidores chegaram para reivindicar uma reunião de negociação com o governo. Ao invés de receber os trabalhadores, o governador Pedro Taques (PSDB) fechou os portões e usou a polícia para reprimir a manifestação.

    Para acabar com o protesto dos servidores, que bloqueavam a rua com faixas, a Polícia Militar usou spray de pimenta, arrastou uma servidora para dentro do camburão e chegou a imobilizar outro servidor com um golpe chamado 'mata-leão'. Três servidores foram detidos, dois deles eram diretores sindicais.

    Além de toda a violência usada para reprimir o protesto, os diretores do Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT) denunciam uma série de violações aos direitos humanos cometida pela polícia durante e após a prisão.

    As professoras e professores municipais de Curitiba, através do SISMMAC, manifestam sua solidariedade e apoio à luta dos servidores do Detran-MT! Com a violência, o governo do Mato Grosso busca impor sua vontade a força e tenta calar a justa reivindicação dos trabalhadores assim como ocorreu em Curitiba, durante a votação do pacotaço.

    A direção do SISMMAC expressa também seu repúdio à toda tentativa de impedir o direito de livre manifestação e de criminalizar a luta dos trabalhadores! Não aceitamos que tratem como crime a luta em defesa de direitos e contra a precarização dos serviços públicos!

    Veja abaixo o vídeo gravado pelos servidores, durante o momento da repressão policial:

    Com informações do Sinetran-MT

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS