Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • No dia 28, junte-se a greve nacional e venha lutar por seus direitos!
    25 | 04 | 2017 - 19:19 Além dos muros da escola

    No dia 28, junte-se a greve nacional e venha lutar por seus direitos!

    Manifestação começa às 9h, na Praça Nossa Senhora da Salette, ao lado da Prefeitura

    Os servidores municipais de Curitiba decidiram aderir à Greve Nacional marcada para o dia 28 de abril. A greve é um movimento do conjunto da classe trabalhadora contra as reformas da Previdência e Trabalhista e também contra a Lei das Terceirizações.

    Para além disso, o funcionalismo público do município também está mobilizado contra o pacotaço de ajuste fiscal, proposto pelo prefeito Rafael Greca, que promove o desmonte dos serviços públicos da cidade.

    Programação

    9h – Concentração na Praça Nossa Senhora da Salette

    14h30 – Assembleia conjunta dos servidores municipais na Praça Nossa Senhora da Salette
    No dia 28 de abril, o transporte público de Curitiba vai parar. Trabalhadores da educação pública e privada, servidores, bancários e metalúrgicos também já aprovaram adesão a esse dia nacional de luta da classe trabalhadora.

    Ajude a mobilizar sua unidade! Vamos paralisar os locais de trabalho e tomar as ruas contra os ataques aos nossos direitos!

    Descontos

    Em março, o magistério fez seis dias de greve para cobrar a transição para o novo Plano de Carreira da categoria e também para exigir a contratação de mais professores para a rede. A Prefeitura foi intransigente e não negociou as nossas reivindicações, lançou cinco faltas e realizou os descontos desses dias de paralisação.

    Nesta terça-feira (25), as professoras e professores da rede puderam verificar os descontos no contracheque. Apesar de ser um rombo no orçamento, esses descontos, em muitos casos, são menores do que o que estamos perdendo com o atraso na implantação do novo Plano e com as mudanças propostas no pacotaço de ajuste fiscal.

    Por isso, precisamos reforçar que, mesmo que o dinheiro faça falta agora, os direitos que estão em jogo são uma perda ainda maior no nosso futuro!

    Para além disso, algumas professoras e professores estão em dúvida sobre o desconto do descanso semanal remunerado (DSR), se paralisarem no dia 28, principalmente, por ser uma sexta-feira. De acordo com artigo 44, do Estatuto do Magistério (Lei 6.761/1985), o servidor só sofrerá o desconto do sábado e o domingo se tiver duas ou mais faltas durante a semana.

Imprimir
  • 25 | 04 | 2017 - 19:19 Além dos muros da escola
    No dia 28, junte-se a greve nacional e venha lutar por seus direitos!

    No dia 28, junte-se a greve nacional e venha lutar por seus direitos!

    Manifestação começa às 9h, na Praça Nossa Senhora da Salette, ao lado da Prefeitura

    Os servidores municipais de Curitiba decidiram aderir à Greve Nacional marcada para o dia 28 de abril. A greve é um movimento do conjunto da classe trabalhadora contra as reformas da Previdência e Trabalhista e também contra a Lei das Terceirizações.

    Para além disso, o funcionalismo público do município também está mobilizado contra o pacotaço de ajuste fiscal, proposto pelo prefeito Rafael Greca, que promove o desmonte dos serviços públicos da cidade.

    Programação

    9h – Concentração na Praça Nossa Senhora da Salette

    14h30 – Assembleia conjunta dos servidores municipais na Praça Nossa Senhora da Salette
    No dia 28 de abril, o transporte público de Curitiba vai parar. Trabalhadores da educação pública e privada, servidores, bancários e metalúrgicos também já aprovaram adesão a esse dia nacional de luta da classe trabalhadora.

    Ajude a mobilizar sua unidade! Vamos paralisar os locais de trabalho e tomar as ruas contra os ataques aos nossos direitos!

    Descontos

    Em março, o magistério fez seis dias de greve para cobrar a transição para o novo Plano de Carreira da categoria e também para exigir a contratação de mais professores para a rede. A Prefeitura foi intransigente e não negociou as nossas reivindicações, lançou cinco faltas e realizou os descontos desses dias de paralisação.

    Nesta terça-feira (25), as professoras e professores da rede puderam verificar os descontos no contracheque. Apesar de ser um rombo no orçamento, esses descontos, em muitos casos, são menores do que o que estamos perdendo com o atraso na implantação do novo Plano e com as mudanças propostas no pacotaço de ajuste fiscal.

    Por isso, precisamos reforçar que, mesmo que o dinheiro faça falta agora, os direitos que estão em jogo são uma perda ainda maior no nosso futuro!

    Para além disso, algumas professoras e professores estão em dúvida sobre o desconto do descanso semanal remunerado (DSR), se paralisarem no dia 28, principalmente, por ser uma sexta-feira. De acordo com artigo 44, do Estatuto do Magistério (Lei 6.761/1985), o servidor só sofrerá o desconto do sábado e o domingo se tiver duas ou mais faltas durante a semana.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS