Sismac
  • 11 | 08 | 2020 - 15:03 Informe-se

    Perdeu a live da Educação Física? Confira os detalhes!

    Perdeu a live da Educação Física? Confira os detalhes!
    Participantes disponibilizaram recomendações de leitura e vídeos, além de estarem à disposição para aprofundar o debate

    Na última quarta-feira (5), o SISMMAC promoveu uma live sobre a Educação Física Escolar e o ensino remoto. A live contou com a presença de um time muito especial, formado exclusivamente por professores da rede municipal de Curitiba, que possuem pesquisas desenvolvidas na área da Educação Física: Ana Paula Henklein Kutianski, Eumar Kohler e Lilian Messias, com a mediação do professor Gabriel Conte, que atualmente está na direção liberada do SISMMAC.

    O objetivo da live era dar início à uma discussão muito importante que precisa ser travada pelas professoras e professores da rede municipal. Longe de querer determinar regras rígidas e verdades sobre o ensino remoto de educação física, os professores convidados, com base em suas experiências e pesquisas, promoveram um debate qualificado sobre os desafios e dificuldades de trabalhar de forma remota durante a pandemia.

    Contato dos professores convidados

    Ana Paula: anapaulaef@gmail.com
    Lilian: lilianmessias@yahoo.com.br
    Eumar: eakohler@gmail.com
    Se você perdeu a live ou gostaria de assisti-la novamente, ela está disponível ao final da matéria. E, se ficou com alguma questão, os participantes disponibilizaram os e-mails para dar continuidade ao debate

    Recomendações dos convidados

    A professora Lilian Messias indicou a leitura de alguns artigos, que estão disponíveis ao lado. Confira!

    A professora Ana Paula indicou como referência o Grupo de Pesquisas em Educação Física Escolar da Universidade de São Paulo (USP), você pode conferir o site aqui. O grupo também promoveu uma live sobre A Educação Física cultural no contexto da quarentena, assista aqui.

    E o professor Eumar indicou um vídeo, que problematiza a ideia de que o uso da tecnologia vai revolucionar a educação. Confira aqui. Para além de assistir ao vídeo, o professor Eumar recomenda a leitura do artigo As Técnicas do Corpo, de Mauss Marcel.

    Compartilhe suas experiências, roteiros e planos de aula com os demais professores da rede. Seu material pode ser enviado para o e-mail imprensa@sismmac.org.br que

    Confira abaixo as perguntas que nortearam a discussão

    1. Como as videoaulas têm dialogado com as normativas, tanto na organização dos conteúdos quanto na perspectiva crítica que orienta o plano curricular?

    2. Como as videoaulas abordam os itens do planejamento, como didática, objetivo, problematização/ desenvolvimento, retomada de conteúdos/catarse/avaliação, recursos didáticos e adequação metodológica em relação a necessidades e dificuldades específicas?

    3. Como deveria se dar a comunicação entre os envolvidos no processo de ensino remoto (famílias, escola, secretaria de educação)? Qual seria a melhor forma de envolver a comunidade no debate sobre o ensino nesse momento? Qual seria a melhor forma de dar voz aos professores nesse processo?

    4. Considerando a dificuldade em mobilizar a interação dos estudantes e conciliar as especificidades e o repertório corporal de cada criança nas aulas em formato universal, como você considera que o ensino remoto pode ser eficiente para o desenvolvimento educacional dos discentes? Que papel podem ter os formatos atuais (videoaulas e atividades complementares) nesse processo? Existem outras possibilidades viáveis?

  • 11 | 08 | 2020 - 15:03 Informe-se

    Perdeu a live da Educação Física? Confira os detalhes!

    Perdeu a live da Educação Física? Confira os detalhes!
    Participantes disponibilizaram recomendações de leitura e vídeos, além de estarem à disposição para aprofundar o debate

    Na última quarta-feira (5), o SISMMAC promoveu uma live sobre a Educação Física Escolar e o ensino remoto. A live contou com a presença de um time muito especial, formado exclusivamente por professores da rede municipal de Curitiba, que possuem pesquisas desenvolvidas na área da Educação Física: Ana Paula Henklein Kutianski, Eumar Kohler e Lilian Messias, com a mediação do professor Gabriel Conte, que atualmente está na direção liberada do SISMMAC.

    O objetivo da live era dar início à uma discussão muito importante que precisa ser travada pelas professoras e professores da rede municipal. Longe de querer determinar regras rígidas e verdades sobre o ensino remoto de educação física, os professores convidados, com base em suas experiências e pesquisas, promoveram um debate qualificado sobre os desafios e dificuldades de trabalhar de forma remota durante a pandemia.

    Contato dos professores convidados

    Ana Paula: anapaulaef@gmail.com
    Lilian: lilianmessias@yahoo.com.br
    Eumar: eakohler@gmail.com
    Se você perdeu a live ou gostaria de assisti-la novamente, ela está disponível ao final da matéria. E, se ficou com alguma questão, os participantes disponibilizaram os e-mails para dar continuidade ao debate

    Recomendações dos convidados

    A professora Lilian Messias indicou a leitura de alguns artigos, que estão disponíveis ao lado. Confira!

    A professora Ana Paula indicou como referência o Grupo de Pesquisas em Educação Física Escolar da Universidade de São Paulo (USP), você pode conferir o site aqui. O grupo também promoveu uma live sobre A Educação Física cultural no contexto da quarentena, assista aqui.

    E o professor Eumar indicou um vídeo, que problematiza a ideia de que o uso da tecnologia vai revolucionar a educação. Confira aqui. Para além de assistir ao vídeo, o professor Eumar recomenda a leitura do artigo As Técnicas do Corpo, de Mauss Marcel.

    Compartilhe suas experiências, roteiros e planos de aula com os demais professores da rede. Seu material pode ser enviado para o e-mail imprensa@sismmac.org.br que

    Confira abaixo as perguntas que nortearam a discussão

    1. Como as videoaulas têm dialogado com as normativas, tanto na organização dos conteúdos quanto na perspectiva crítica que orienta o plano curricular?

    2. Como as videoaulas abordam os itens do planejamento, como didática, objetivo, problematização/ desenvolvimento, retomada de conteúdos/catarse/avaliação, recursos didáticos e adequação metodológica em relação a necessidades e dificuldades específicas?

    3. Como deveria se dar a comunicação entre os envolvidos no processo de ensino remoto (famílias, escola, secretaria de educação)? Qual seria a melhor forma de envolver a comunidade no debate sobre o ensino nesse momento? Qual seria a melhor forma de dar voz aos professores nesse processo?

    4. Considerando a dificuldade em mobilizar a interação dos estudantes e conciliar as especificidades e o repertório corporal de cada criança nas aulas em formato universal, como você considera que o ensino remoto pode ser eficiente para o desenvolvimento educacional dos discentes? Que papel podem ter os formatos atuais (videoaulas e atividades complementares) nesse processo? Existem outras possibilidades viáveis?

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS