Sismac
  • 17 | 10 | 2019 - 18:53 Mobilização

    Reajuste abaixo da inflação é redução salarial

    Reajuste abaixo da inflação é redução salarial
    Com o anúncio de 3,5%, Greca desrespeita negociação e não cobre sequer a inflação acumulada
    Um dia após os servidores aprovarem paralisação de 30 minutos em assembleia, Greca decidiu atropelar a negociação e divulgou um reajuste de 3,5% em suas redes sociais.

    Com o anúncio de um reajuste tão baixo, Greca tenta reduzir ao invés de aumentar nossos salários. O percentual não cobre a inflação acumulada nos últimos três anos de gestão, impondo uma defasagem salarial de cerca de 6,5%. Também não cobre a perda de cerca de R$ 250 por mês que as servidoras e servidores terão com a mudança no auxílio-transporte em dezembro.

    Além de ignorar a reivindicação apresentada, o anúncio por meio das redes sociais escancara o desrespeito e a farsa da negociação na gestão Greca. Na reunião com os sindicatos no dia 11 de outubro, a Prefeitura se recusou a apresentar uma proposta e ainda pediu que servidores abrissem mão do seu reajuste salarial.

    A assembleia do dia 16 de outubro já definiu nossa resposta para todo esse descaso: ou Greca negocia o reajuste ou o serviço público vai parar em Curitiba.

    No dia 28 de outubro, Dia do Servidor Público, vamos parar por 30 minutos para conversar com a população e denunciar falta de contratações, de plano de carreira e a redução de salário. Ajude a organizar o seu local de trabalho e vamos juntos fortalecer a mobilização em defesa de nossos direitos.

    Se o prefeito não voltar atrás e pagar o que nos deve, vamos decidir pela greve de todo o funcionalismo municipal na assembleia marcada para o dia 31 de outubro.

  • 17 | 10 | 2019 - 18:53 Mobilização

    Reajuste abaixo da inflação é redução salarial

    Reajuste abaixo da inflação é redução salarial
    Com o anúncio de 3,5%, Greca desrespeita negociação e não cobre sequer a inflação acumulada
    Um dia após os servidores aprovarem paralisação de 30 minutos em assembleia, Greca decidiu atropelar a negociação e divulgou um reajuste de 3,5% em suas redes sociais.

    Com o anúncio de um reajuste tão baixo, Greca tenta reduzir ao invés de aumentar nossos salários. O percentual não cobre a inflação acumulada nos últimos três anos de gestão, impondo uma defasagem salarial de cerca de 6,5%. Também não cobre a perda de cerca de R$ 250 por mês que as servidoras e servidores terão com a mudança no auxílio-transporte em dezembro.

    Além de ignorar a reivindicação apresentada, o anúncio por meio das redes sociais escancara o desrespeito e a farsa da negociação na gestão Greca. Na reunião com os sindicatos no dia 11 de outubro, a Prefeitura se recusou a apresentar uma proposta e ainda pediu que servidores abrissem mão do seu reajuste salarial.

    A assembleia do dia 16 de outubro já definiu nossa resposta para todo esse descaso: ou Greca negocia o reajuste ou o serviço público vai parar em Curitiba.

    No dia 28 de outubro, Dia do Servidor Público, vamos parar por 30 minutos para conversar com a população e denunciar falta de contratações, de plano de carreira e a redução de salário. Ajude a organizar o seu local de trabalho e vamos juntos fortalecer a mobilização em defesa de nossos direitos.

    Se o prefeito não voltar atrás e pagar o que nos deve, vamos decidir pela greve de todo o funcionalismo municipal na assembleia marcada para o dia 31 de outubro.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS