Sismac
  • 03 | 01 | 2022 - 15:36 Informe-se

    Mobilização dos sindicatos resulta em encaminhamento de PLs

    Mobilização dos sindicatos resulta em encaminhamento de PLs
    A votação dos projetos encaminhados pode acontecer na próxima semana

    O ano começa com boas notícias para os servidores municipais da capital paranaense. Foram encaminhados pela Prefeitura à Câmara Municipal de Curitiba dois projetos de lei que tratam do reajuste salarial e a reposição de perdas inflacionárias nos salários do funcionalismo público.

    O envio acontece como resultado de mobilização dos servidores em greve conjunta em 15 de outubro, e do intenso processo de negociação, entre eles a reunião do dia 10 de dezembro entre a PMC e as diretorias do Sismmac, Sismmuc e Sigmuc com o secretário de governo Luiz Fernando de Souza Jamur.

    Na reunião, a gestão se comprometeu em enviar um projeto de lei recompondo os 3,14% que foi concedido em 2020 e retirado dos servidores em 2021. As diretorias dos sindicatos também cobraram a reposição salarial do último período de novembro de 2020 a dezembro de 2021. Na ocasião, o secretário informou que a Prefeitura Municipal de Curitiba estaria estudando o impacto financeiro da recomposição salarial. Nesta segunda feira (3), o prefeito Rafael Greca encaminhou à Câmara Municipal os dois PLs que tratam das reivindicações feitas pelos sindicatos.

    A proposição 005.00001/2022 concede a reposição salarial de 3,14% correspondente ao IPCA do período de outubro de 2019 à setembro de 2020. Já a proposição de no. 005.0002/2022 concede o reajuste anual de 10,25% correspondente ao IPCA do período de outubro de 2020 à setembro de 2021. As correções já serão aplicadas na folha de pagamento de janeiro de 2022.

    Nos dois casos, a administração municipal usa como desculpa para o atraso a Lei Complementar Federal 173, de autoria do governo de Jair Bolsonaro, que congelou os reajustes salariais de todo o funcionalismo do país.

    Vereadores decidem data de votação dos projetos de lei

    Em contato com a diretoria do SISMMAC, o líder do governo, vereador Pier Petruzzielo, informou que nesta segunda feira (3), às 14h, estava sendo realizada uma reunião extraordinária com os demais vereadores para definir a data da votação dos projetos de lei que tratam dos salários do funcionalismo público municipal. Segundo a presidente do Sismmac, Diana Abreu, “o líder do governo informou que provavelmente os vereadores irão acelerar o processo de apreciação dos projetos nas comissões para que a votação possa acontecer na próxima semana.”

    Participação

    A participação dos servidores é fundamental, e no ano de 2022 precisaremos retomar a luta pelo nosso plano de carreira e por concursos públicos.

    A recomposição salarial é uma importante conquista dos servidores que vem amargando perdas inflacionárias. A diretoria do sindicato reitera neste momento a importância da participação dos servidores e servidoras nas lutas que já começam desde já. O fortalecimento do sindicato para que mais avanços aconteçam depende também da categoria se somar às ações e mobilizações do sindicato.

  • 03 | 01 | 2022 - 15:36 Informe-se

    Mobilização dos sindicatos resulta em encaminhamento de PLs

    Mobilização dos sindicatos resulta em encaminhamento de PLs
    A votação dos projetos encaminhados pode acontecer na próxima semana

    O ano começa com boas notícias para os servidores municipais da capital paranaense. Foram encaminhados pela Prefeitura à Câmara Municipal de Curitiba dois projetos de lei que tratam do reajuste salarial e a reposição de perdas inflacionárias nos salários do funcionalismo público.

    O envio acontece como resultado de mobilização dos servidores em greve conjunta em 15 de outubro, e do intenso processo de negociação, entre eles a reunião do dia 10 de dezembro entre a PMC e as diretorias do Sismmac, Sismmuc e Sigmuc com o secretário de governo Luiz Fernando de Souza Jamur.

    Na reunião, a gestão se comprometeu em enviar um projeto de lei recompondo os 3,14% que foi concedido em 2020 e retirado dos servidores em 2021. As diretorias dos sindicatos também cobraram a reposição salarial do último período de novembro de 2020 a dezembro de 2021. Na ocasião, o secretário informou que a Prefeitura Municipal de Curitiba estaria estudando o impacto financeiro da recomposição salarial. Nesta segunda feira (3), o prefeito Rafael Greca encaminhou à Câmara Municipal os dois PLs que tratam das reivindicações feitas pelos sindicatos.

    A proposição 005.00001/2022 concede a reposição salarial de 3,14% correspondente ao IPCA do período de outubro de 2019 à setembro de 2020. Já a proposição de no. 005.0002/2022 concede o reajuste anual de 10,25% correspondente ao IPCA do período de outubro de 2020 à setembro de 2021. As correções já serão aplicadas na folha de pagamento de janeiro de 2022.

    Nos dois casos, a administração municipal usa como desculpa para o atraso a Lei Complementar Federal 173, de autoria do governo de Jair Bolsonaro, que congelou os reajustes salariais de todo o funcionalismo do país.

    Vereadores decidem data de votação dos projetos de lei

    Em contato com a diretoria do SISMMAC, o líder do governo, vereador Pier Petruzzielo, informou que nesta segunda feira (3), às 14h, estava sendo realizada uma reunião extraordinária com os demais vereadores para definir a data da votação dos projetos de lei que tratam dos salários do funcionalismo público municipal. Segundo a presidente do Sismmac, Diana Abreu, “o líder do governo informou que provavelmente os vereadores irão acelerar o processo de apreciação dos projetos nas comissões para que a votação possa acontecer na próxima semana.”

    Participação

    A participação dos servidores é fundamental, e no ano de 2022 precisaremos retomar a luta pelo nosso plano de carreira e por concursos públicos.

    A recomposição salarial é uma importante conquista dos servidores que vem amargando perdas inflacionárias. A diretoria do sindicato reitera neste momento a importância da participação dos servidores e servidoras nas lutas que já começam desde já. O fortalecimento do sindicato para que mais avanços aconteçam depende também da categoria se somar às ações e mobilizações do sindicato.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS