Sismac
  • 08 | 06 | 2021 - 17:52 Informe-se

    Com leitos de Covid esgotados, Ratinho reabre mais 100 colégios

    Com leitos de Covid esgotados, Ratinho reabre mais 100 colégios
    Toda solidariedade aos trabalhadores da educação do estado, que seguem em luta contra os desmandos de Ratinho e Feder!

    Nesta segunda-feira (07), o secretário de estado da saúde, Beto Preto, afirmou que a fila de espera por leito de Covid-19 tem cerca de 1,2 mil pessoas e que o tempo de espera por um leito é de, no mínimo, 24 horas no Paraná. No mesmo dia, o governador Ratinho Jr anunciou a reabertura de mais 100 colégios da rede de ensino estadual, que já tem aproximadamente 40 mil estudantes que voltaram a frequentar as salas de aula em um dos piores momentos da pandemia no estado.

    Desde o início do surto de coronavírus, mais de 27 mil paranaenses já perderam a vida pelas complicações da Covid-19 e pelo descaso do governador e de muitos prefeitos que se negam a adotar as medidas necessárias para conter o avanço da pandemia. Dos 100 colégios que foram reabertos nesta segunda, 23 ficam localizados na região de Curitiba, que segue em bandeira vermelha devido ao aumento preocupante no número de casos e de óbitos por Covid-19.

    A desculpa do governador para o retorno presencial é que os professores estão sendo vacinados. O que Ratinho esconde é a lentidão no processo de vacinação e o fato de que a maior parte dos trabalhadores não está completamente imunizada, o que representa um perigo não apenas para a comunidade escolar, mas para toda a população enquanto a pandemia segue avançando.

    Na última quarta-feira (03), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou o primeiro caso da variante indiana no Paraná. A cepa B.1.617 pode ser ainda mais transmissível do que as já conhecidas, como a cepa P1, a “cepa de Manaus”, que chegou ao estado no começo deste ano e agravou muito a situação da pandemia, tornando-se a principal variante do vírus a circular pelo estado.

    Mesmo diante dessa profunda crise sanitária, Ratinho Jr vem reabrindo colégios estaduais desde o início de maio. No dia 10, cerca de 200 unidades foram reabertas e, no dia 24, mais 600. Ou seja, até agora cerca de 900 colégios da rede estadual já podem estar funcionando para as aulas presenciais. Destes, pelo menos nove colégios e 135 turmas já tiveram que suspender as aulas devido a casos de contaminação por Covid-19.

    Não existe segurança no retorno das aulas presenciais de Ratinho Jr e Renato Feder!

    Com a irresponsabilidade do retorno presencial em um dos piores momentos da pandemia no estado, Ratinho Jr e seu secretário de esporte e educação, Renato Feder, colocam, mais uma vez, a vida de toda a população em risco.

    A rede estadual de ensino possui mais de 1 milhão de estudantes que não estão imunizados contra a Covid-19, além de milhares de trabalhadores que também não estão completamente imunizados para um retorno seguro neste momento. Portanto, colocar mais de 40 mil pessoas circulando pelas escolas em um dos piores momentos da pandemia é uma grave ameaça à vida!

    O governador Ratinho, assim como Bolsonaro e seus comparsas, é mais um político que entrará para a história pela ingerência durante a pandemia e por ter incentivado as políticas genocidas do governo federal no estado do Paraná.

    Toda solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras da educação do estado, que seguem em luta contra os desmandos de Ratinho e Feder!

    Vacina para toda a população já!

  • 08 | 06 | 2021 - 17:52 Informe-se

    Com leitos de Covid esgotados, Ratinho reabre mais 100 colégios

    Com leitos de Covid esgotados, Ratinho reabre mais 100 colégios
    Toda solidariedade aos trabalhadores da educação do estado, que seguem em luta contra os desmandos de Ratinho e Feder!

    Nesta segunda-feira (07), o secretário de estado da saúde, Beto Preto, afirmou que a fila de espera por leito de Covid-19 tem cerca de 1,2 mil pessoas e que o tempo de espera por um leito é de, no mínimo, 24 horas no Paraná. No mesmo dia, o governador Ratinho Jr anunciou a reabertura de mais 100 colégios da rede de ensino estadual, que já tem aproximadamente 40 mil estudantes que voltaram a frequentar as salas de aula em um dos piores momentos da pandemia no estado.

    Desde o início do surto de coronavírus, mais de 27 mil paranaenses já perderam a vida pelas complicações da Covid-19 e pelo descaso do governador e de muitos prefeitos que se negam a adotar as medidas necessárias para conter o avanço da pandemia. Dos 100 colégios que foram reabertos nesta segunda, 23 ficam localizados na região de Curitiba, que segue em bandeira vermelha devido ao aumento preocupante no número de casos e de óbitos por Covid-19.

    A desculpa do governador para o retorno presencial é que os professores estão sendo vacinados. O que Ratinho esconde é a lentidão no processo de vacinação e o fato de que a maior parte dos trabalhadores não está completamente imunizada, o que representa um perigo não apenas para a comunidade escolar, mas para toda a população enquanto a pandemia segue avançando.

    Na última quarta-feira (03), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou o primeiro caso da variante indiana no Paraná. A cepa B.1.617 pode ser ainda mais transmissível do que as já conhecidas, como a cepa P1, a “cepa de Manaus”, que chegou ao estado no começo deste ano e agravou muito a situação da pandemia, tornando-se a principal variante do vírus a circular pelo estado.

    Mesmo diante dessa profunda crise sanitária, Ratinho Jr vem reabrindo colégios estaduais desde o início de maio. No dia 10, cerca de 200 unidades foram reabertas e, no dia 24, mais 600. Ou seja, até agora cerca de 900 colégios da rede estadual já podem estar funcionando para as aulas presenciais. Destes, pelo menos nove colégios e 135 turmas já tiveram que suspender as aulas devido a casos de contaminação por Covid-19.

    Não existe segurança no retorno das aulas presenciais de Ratinho Jr e Renato Feder!

    Com a irresponsabilidade do retorno presencial em um dos piores momentos da pandemia no estado, Ratinho Jr e seu secretário de esporte e educação, Renato Feder, colocam, mais uma vez, a vida de toda a população em risco.

    A rede estadual de ensino possui mais de 1 milhão de estudantes que não estão imunizados contra a Covid-19, além de milhares de trabalhadores que também não estão completamente imunizados para um retorno seguro neste momento. Portanto, colocar mais de 40 mil pessoas circulando pelas escolas em um dos piores momentos da pandemia é uma grave ameaça à vida!

    O governador Ratinho, assim como Bolsonaro e seus comparsas, é mais um político que entrará para a história pela ingerência durante a pandemia e por ter incentivado as políticas genocidas do governo federal no estado do Paraná.

    Toda solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras da educação do estado, que seguem em luta contra os desmandos de Ratinho e Feder!

    Vacina para toda a população já!

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS