Sismac
  • 29 | 04 | 2021 - 13:00 Informe-se

    Sindicatos convocam servidores à luta contra nova bomba de Greca

    Sindicatos convocam servidores à luta contra nova bomba de Greca
    Confira os detalhes do ataque que quer confiscar até 16,5% dos salários de servidores e aposentadorias

    O grave ataque arquitetado pelo desgoverno Greca contra a aposentadoria tem tirado o sono dos servidores municipais de Curitiba – tanto da ativa quanto dos aposentados. A gravidade do tema foi debatida em live conjunta entre SISMMAC, SISMUC e SIGMUC na noite desta quarta-feira (28).

     A proposta que a gestão tentava manter em sigilo representa um confisco nos salários e aposentadorias. Veja documento completo no box ao lado.

    Um dos pontos centrais do ataque está na alíquota de desconto do IPMC. Além dos 14% que os servidores da ativa já contribuem ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), está prevista mais uma alíquota extraordinária de 4% durante 20 anos.

    A proposta também prevê que todos os aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 1.100 paguem a alíquota de 14% sobre o valor que exceder o salário-mínimo. Hoje, somente pensionistas que recebem acima de R$ 6.437,57 pagam essa contribuição. Então, o que Greca quer confiscar pode chegar a mais de 10 mil reais por ano, uma fatia generosa do benefício dos servidores aposentados que contribuíram durante décadas com o serviço público.


    E o ataque ainda vai além do confisco: prevê o aumento da idade de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres do quadro geral, e de 60 para homens e 57 para mulheres do quadro do magistério. Ainda, irá diminuir o valor máximo da aposentadoria e para conseguir isso, os servidores terão que ter 40 anos de tempo de serviço.

    Isso significa tirar dinheiro da comida que vai para a mesa dos trabalhadores! Greca quer reduzir o sustento de todos os servidores, inclusive os trabalhadores que estão na linha de frente, como a saúde, FAS, fiscais e outras categorias. Ele prepara esses ataques enquanto os trabalhadores estão salvando vidas atendendo a população que enfrenta, além do coronavírus, a miséria crescente e lutando para garantir que a educação pública de qualidade continue chegando às crianças do município.

    Essa bomba é mais uma reforma desumana na previdência do funcionalismo municipal que está a cinco anos com os planos de carreira congelados e sob arrocho salarial sem reposição da inflação acumulada, e demonstra que Greca e sua turma seguem à risca a cartilha do Bolsonaro e Guedes, avançando mais e mais na retirada de direitos dos trabalhadores.

    Mostre a sua indignação!

    Envie mensagem mostrando sua indignação. 18% de alíquota é confisco do salário dos servidores! Reduzir o teto de contribuição do IPMC é desumano. Os servidores de Curitiba merecem valorização e respeito!


    Redes sociais do desprefeito Greca
    Facebook do Greca
    Instagram do Greca
    Twitter do Greca


    Redes sociais da Prefeitura de Curitiba
    Facebook da Prefeitura de Curitiba
    Instagram da Prefeitura de Curitiba
    Twitter da Prefeitura de Curitiba
    Whatsapp +55 41 9876-2903

    Presidente do IPMC
    brenolemos@curitiba.pr.gov.br
     É claro que a gestão quer fazer essa bomba circular às escondidas, afinal, como todos os servidores sabem, o tratoraço na Câmara Municipal com regime de urgência é a estratégia principal do desgoverno Greca para passar seus ataques. Só que desta vez, os planos do desprefeito já foram parcialmente frustrados, já que o SISMMAC, SISMUC e o SIGMUC tiveram acesso antecipado a esse documento que a gestão queria manter em sigilo. Então, essa é a oportunidade de fortalecer a pressão e mostrar a nossa indignação. Os servidores de Curitiba não vão aceitar mais esse grave ataque!

    Os sindicatos estão organizando ações para organizar a luta contra essa bomba. O primeiro passo é demonstrar a nossa indignação nas redes sociais do desprefeito Greca e do presidente do IPMC. Veja os endereços no box ao lado. 

     Além disso, os sindicatos estão pressionando por uma reunião com a gestão. Os sindicatos enviaram ofícios solicitando reunião ao presidente do IPMC, à presidente do Conselho de Administração do IPMC e ao secretário do governo. Ainda que a experiência com esse desgoverno seja sempre de intransigência, os servidores e os sindicatos sempre estiveram abertos para o diálogo! Também estão sendo preparados materiais informativos para explicar os detalhes desse ataque desumano à base dos sindicatos.

    É preciso resistir a esse ataque! E a força dos servidores está mais uma vez na união e na luta. Em toda a história, foi assim que a classe trabalhadora conquistou avanços e defendeu seus direitos. É assim que vamos resistir novamente! Acompanhe os canais de informação dos sindicatos e faça parte dessa luta.


  • 29 | 04 | 2021 - 13:00 Informe-se

    Sindicatos convocam servidores à luta contra nova bomba de Greca

    Sindicatos convocam servidores à luta contra nova bomba de Greca
    Confira os detalhes do ataque que quer confiscar até 16,5% dos salários de servidores e aposentadorias

    O grave ataque arquitetado pelo desgoverno Greca contra a aposentadoria tem tirado o sono dos servidores municipais de Curitiba – tanto da ativa quanto dos aposentados. A gravidade do tema foi debatida em live conjunta entre SISMMAC, SISMUC e SIGMUC na noite desta quarta-feira (28).

     A proposta que a gestão tentava manter em sigilo representa um confisco nos salários e aposentadorias. Veja documento completo no box ao lado.

    Um dos pontos centrais do ataque está na alíquota de desconto do IPMC. Além dos 14% que os servidores da ativa já contribuem ao Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), está prevista mais uma alíquota extraordinária de 4% durante 20 anos.

    A proposta também prevê que todos os aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 1.100 paguem a alíquota de 14% sobre o valor que exceder o salário-mínimo. Hoje, somente pensionistas que recebem acima de R$ 6.437,57 pagam essa contribuição. Então, o que Greca quer confiscar pode chegar a mais de 10 mil reais por ano, uma fatia generosa do benefício dos servidores aposentados que contribuíram durante décadas com o serviço público.


    E o ataque ainda vai além do confisco: prevê o aumento da idade de aposentadoria de 65 anos para homens e 62 para mulheres do quadro geral, e de 60 para homens e 57 para mulheres do quadro do magistério. Ainda, irá diminuir o valor máximo da aposentadoria e para conseguir isso, os servidores terão que ter 40 anos de tempo de serviço.

    Isso significa tirar dinheiro da comida que vai para a mesa dos trabalhadores! Greca quer reduzir o sustento de todos os servidores, inclusive os trabalhadores que estão na linha de frente, como a saúde, FAS, fiscais e outras categorias. Ele prepara esses ataques enquanto os trabalhadores estão salvando vidas atendendo a população que enfrenta, além do coronavírus, a miséria crescente e lutando para garantir que a educação pública de qualidade continue chegando às crianças do município.

    Essa bomba é mais uma reforma desumana na previdência do funcionalismo municipal que está a cinco anos com os planos de carreira congelados e sob arrocho salarial sem reposição da inflação acumulada, e demonstra que Greca e sua turma seguem à risca a cartilha do Bolsonaro e Guedes, avançando mais e mais na retirada de direitos dos trabalhadores.

    Mostre a sua indignação!

    Envie mensagem mostrando sua indignação. 18% de alíquota é confisco do salário dos servidores! Reduzir o teto de contribuição do IPMC é desumano. Os servidores de Curitiba merecem valorização e respeito!


    Redes sociais do desprefeito Greca
    Facebook do Greca
    Instagram do Greca
    Twitter do Greca


    Redes sociais da Prefeitura de Curitiba
    Facebook da Prefeitura de Curitiba
    Instagram da Prefeitura de Curitiba
    Twitter da Prefeitura de Curitiba
    Whatsapp +55 41 9876-2903

    Presidente do IPMC
    brenolemos@curitiba.pr.gov.br
     É claro que a gestão quer fazer essa bomba circular às escondidas, afinal, como todos os servidores sabem, o tratoraço na Câmara Municipal com regime de urgência é a estratégia principal do desgoverno Greca para passar seus ataques. Só que desta vez, os planos do desprefeito já foram parcialmente frustrados, já que o SISMMAC, SISMUC e o SIGMUC tiveram acesso antecipado a esse documento que a gestão queria manter em sigilo. Então, essa é a oportunidade de fortalecer a pressão e mostrar a nossa indignação. Os servidores de Curitiba não vão aceitar mais esse grave ataque!

    Os sindicatos estão organizando ações para organizar a luta contra essa bomba. O primeiro passo é demonstrar a nossa indignação nas redes sociais do desprefeito Greca e do presidente do IPMC. Veja os endereços no box ao lado. 

     Além disso, os sindicatos estão pressionando por uma reunião com a gestão. Os sindicatos enviaram ofícios solicitando reunião ao presidente do IPMC, à presidente do Conselho de Administração do IPMC e ao secretário do governo. Ainda que a experiência com esse desgoverno seja sempre de intransigência, os servidores e os sindicatos sempre estiveram abertos para o diálogo! Também estão sendo preparados materiais informativos para explicar os detalhes desse ataque desumano à base dos sindicatos.

    É preciso resistir a esse ataque! E a força dos servidores está mais uma vez na união e na luta. Em toda a história, foi assim que a classe trabalhadora conquistou avanços e defendeu seus direitos. É assim que vamos resistir novamente! Acompanhe os canais de informação dos sindicatos e faça parte dessa luta.


Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS