Sismac
  • 22 | 10 | 2020 - 14:46 Informe-se

    SISMMAC envia ofício com reivindicações do magistério aos candidatos

    SISMMAC envia ofício com reivindicações do magistério aos candidatos
    Ofício entregue aos candidatos à Prefeitura também pede diálogo sobre condições de trabalho em meio à pandemia

    A direção do SISMMAC enviou um ofício com a pauta de reivindicações do magistério municipal a todas as candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba, com exceção do desprefeito Rafael Greca (DEM) e Fernando Francischini (PSL). O ofício tem como objetivo deixar os candidatos cientes das reivindicações, dificuldades e principais problemas da educação na rede municipal de ensino.

    Assim como Greca, Francischini também tem como projeto de gestão o fim dos serviços públicos de qualidade. Fernando Francischini foi responsável pela ação policial de ataque aos servidores estaduais em 2015, que resultou em centenas de feridos e diversos projetos de ataques aos direitos dos servidores aprovados na Assembleia Legislativa, a mando do governador da época, Beto Richa. Rafael Greca não ficou para trás e aprovou, junto aos vereadores da base aliada, e com a ajuda da Polícia Militar, o pacotaço em 2017, retirando diversos direitos dos servidores municipais com repressão e violência policial.

    Por isso, o SISMMAC, em conjunto com o SISMUC, iniciaram a campanha “Vaza, Greca. Francischini nem pensar” para conscientizar a população de que não adianta trocar seis por meia dúzia! Eles são inimigos do funcionalismo público e, por esse motivo, rejeitamos suas promessas vazias e não mandamos a carta com as reivindicações do magistério.

    Com isso, também reafirmamos a nossa postura de independência da Prefeitura. A autonomia aos partidos políticos, formação política e organização pela base nos locais de trabalho são alguns dos princípios que norteiam o trabalho da direção à frente do SISMMAC, e continuaremos firmes em nosso compromisso com a organização da luta dos trabalhadores, independentemente de quem esteja no governo.

    A pauta de reivindicações do magistério foi elaborada e aprovada em assembleia pela categoria em fevereiro de 2020. E Além da pauta, o ofício enviado às candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba solicita diálogo em relação às condições de trabalho em meio à pandemia, assim como protocolos pedagógicos acerca do ano letivo, visto que em momento algum os professores municipais foram convocados para tratar destes assuntos durante o ano.

    Você pode conferir a pauta na íntegra, assim como o ofício enviado às candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba, no box ao lado.


  • 22 | 10 | 2020 - 14:46 Informe-se

    SISMMAC envia ofício com reivindicações do magistério aos candidatos

    SISMMAC envia ofício com reivindicações do magistério aos candidatos
    Ofício entregue aos candidatos à Prefeitura também pede diálogo sobre condições de trabalho em meio à pandemia

    A direção do SISMMAC enviou um ofício com a pauta de reivindicações do magistério municipal a todas as candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba, com exceção do desprefeito Rafael Greca (DEM) e Fernando Francischini (PSL). O ofício tem como objetivo deixar os candidatos cientes das reivindicações, dificuldades e principais problemas da educação na rede municipal de ensino.

    Assim como Greca, Francischini também tem como projeto de gestão o fim dos serviços públicos de qualidade. Fernando Francischini foi responsável pela ação policial de ataque aos servidores estaduais em 2015, que resultou em centenas de feridos e diversos projetos de ataques aos direitos dos servidores aprovados na Assembleia Legislativa, a mando do governador da época, Beto Richa. Rafael Greca não ficou para trás e aprovou, junto aos vereadores da base aliada, e com a ajuda da Polícia Militar, o pacotaço em 2017, retirando diversos direitos dos servidores municipais com repressão e violência policial.

    Por isso, o SISMMAC, em conjunto com o SISMUC, iniciaram a campanha “Vaza, Greca. Francischini nem pensar” para conscientizar a população de que não adianta trocar seis por meia dúzia! Eles são inimigos do funcionalismo público e, por esse motivo, rejeitamos suas promessas vazias e não mandamos a carta com as reivindicações do magistério.

    Com isso, também reafirmamos a nossa postura de independência da Prefeitura. A autonomia aos partidos políticos, formação política e organização pela base nos locais de trabalho são alguns dos princípios que norteiam o trabalho da direção à frente do SISMMAC, e continuaremos firmes em nosso compromisso com a organização da luta dos trabalhadores, independentemente de quem esteja no governo.

    A pauta de reivindicações do magistério foi elaborada e aprovada em assembleia pela categoria em fevereiro de 2020. E Além da pauta, o ofício enviado às candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba solicita diálogo em relação às condições de trabalho em meio à pandemia, assim como protocolos pedagógicos acerca do ano letivo, visto que em momento algum os professores municipais foram convocados para tratar destes assuntos durante o ano.

    Você pode conferir a pauta na íntegra, assim como o ofício enviado às candidatas e candidatos à Prefeitura de Curitiba, no box ao lado.


Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS