Sismac
  • 29 | 06 | 2020 - 18:29 Informe-se

    Contratos de RIT vigentes são renovados

    Contratos de RIT vigentes são renovados
    SISMMAC exige que a Prefeitura retome também os 600 contratos de RIT que foram suspensos em abril

    Desde sexta-feira (26) os Núcleos Regionais têm enviado às direções de escola a confirmação de continuação dos contratos vigentes de RIT que estavam próximos do vencimento. A manutenção dos RITs que venceriam na próxima quinta-feira, dia 2 de julho, é fruto da pressão da categoria em conjunto com o SISMMAC, que também cobrou a renovação dos contratos na mesa de negociação com a Prefeitura nos dias 9 e 10 de junho.

    No entanto, a gestão Greca ainda não retomou os 600 contratos que foram suspensos em abril desse ano. Por isso, a direção do SISMMAC enviou na última sexta-feira (26) um ofício solicitando a retomada de todos os contratos de RIT. Clique no box ao lado para conferir o ofício.

    No documento, o SISMMAC reforça a solicitação por uma reunião para discutir sobre o assunto, ainda que remotamente devido ao aumento de casos de Covid- 19 no município de Curitiba, e também cobra a liberação de contratos para vagas que estão abertas no ensino regular. Vagas que têm ficado abertas do ensino regular por aposentadoria, exoneração e licenças em geral não estão tendo autorização para preenchimento por RIT, sem nenhuma justificativa por parte da administração.

    Além disso, com a retomada de tele aulas do componente curricular da língua inglesa, a Secretaria Municipal de Educação (SME) está mantendo o RIT suspenso daqueles que desenvolviam essa função nas escolas, de modo totalmente incoerente afim de sobrecarregar o quadro de professores.

    Desvalorização

    Desde abril, quando a Prefeitura suspendeu de maneira arbitrária cerca de 600 contratos de RIT, a situação financeira de Curitiba sempre foi usada como desculpa para justificar o corte. Com isso, a Prefeitura colocou centenas de famílias em uma situação crítica em meio a uma crise sem precedentes. Isso mostra como o magistério e o serviço público como um todo é desvalorizado.

    Mas o que a gestão Greca não enxerga é que essas professoras e professores são essenciais para o trabalho coletivo que está sendo desenvolvido nesse difícil momento de pandemia e trabalho remoto.

    Ação Solidária

    Para auxiliar carca de 600 profissionais que tiveram o contrato de RIT suspenso de um dia para o outro devido à crise causada pela pandemia de coronavírus, o SISMMAC organizou uma ação solidária. As professoras e professores da rede poderão contribuir com os profissionais que tiveram os contratos de RIT suspensos. As contribuições poderão ser feitas via depósito ou por links de doação. Clique aqui e saiba como ajudar.

  • 29 | 06 | 2020 - 18:29 Informe-se

    Contratos de RIT vigentes são renovados

    Contratos de RIT vigentes são renovados
    SISMMAC exige que a Prefeitura retome também os 600 contratos de RIT que foram suspensos em abril

    Desde sexta-feira (26) os Núcleos Regionais têm enviado às direções de escola a confirmação de continuação dos contratos vigentes de RIT que estavam próximos do vencimento. A manutenção dos RITs que venceriam na próxima quinta-feira, dia 2 de julho, é fruto da pressão da categoria em conjunto com o SISMMAC, que também cobrou a renovação dos contratos na mesa de negociação com a Prefeitura nos dias 9 e 10 de junho.

    No entanto, a gestão Greca ainda não retomou os 600 contratos que foram suspensos em abril desse ano. Por isso, a direção do SISMMAC enviou na última sexta-feira (26) um ofício solicitando a retomada de todos os contratos de RIT. Clique no box ao lado para conferir o ofício.

    No documento, o SISMMAC reforça a solicitação por uma reunião para discutir sobre o assunto, ainda que remotamente devido ao aumento de casos de Covid- 19 no município de Curitiba, e também cobra a liberação de contratos para vagas que estão abertas no ensino regular. Vagas que têm ficado abertas do ensino regular por aposentadoria, exoneração e licenças em geral não estão tendo autorização para preenchimento por RIT, sem nenhuma justificativa por parte da administração.

    Além disso, com a retomada de tele aulas do componente curricular da língua inglesa, a Secretaria Municipal de Educação (SME) está mantendo o RIT suspenso daqueles que desenvolviam essa função nas escolas, de modo totalmente incoerente afim de sobrecarregar o quadro de professores.

    Desvalorização

    Desde abril, quando a Prefeitura suspendeu de maneira arbitrária cerca de 600 contratos de RIT, a situação financeira de Curitiba sempre foi usada como desculpa para justificar o corte. Com isso, a Prefeitura colocou centenas de famílias em uma situação crítica em meio a uma crise sem precedentes. Isso mostra como o magistério e o serviço público como um todo é desvalorizado.

    Mas o que a gestão Greca não enxerga é que essas professoras e professores são essenciais para o trabalho coletivo que está sendo desenvolvido nesse difícil momento de pandemia e trabalho remoto.

    Ação Solidária

    Para auxiliar carca de 600 profissionais que tiveram o contrato de RIT suspenso de um dia para o outro devido à crise causada pela pandemia de coronavírus, o SISMMAC organizou uma ação solidária. As professoras e professores da rede poderão contribuir com os profissionais que tiveram os contratos de RIT suspensos. As contribuições poderão ser feitas via depósito ou por links de doação. Clique aqui e saiba como ajudar.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS