Sismac
  • 21 | 03 | 2020 - 09:58 Mobilização

    Ajude na campanha contra o corte do salário dos RITs

    Ajude na campanha contra o corte do salário dos RITs
    É fundamental que os quase três mil contratos de RIT sejam mantidos nesse período

    A briga para garantir a manutenção dos contratos de RIT continua. Segundo a superintendente de Gestão de Pessoas, o pedido seria encaminhado pela gestão à Procuradoria Geral do Município (PGM). A ideia é que a Procuradoria analise a Lei do RIT e o decreto nº 421, que suspendeu as aulas, para avaliar a manutenção.

    Proposta de e-mail: personalize o seu, mas não deixe de enviar

    Olá, sou professora e preciso do RIT para garantir a manutenção das minhas condições de vida e também da minha família.

    Caso a Prefeitura não atenda a nossa reivindicação, estarei em situação bastante difícil, principalmente, durante o pico de contágio por Covid-19.

    Nossa reivindicação é justa e nosso trabalho contribui e muito com o funcionamento da rede municipal de ensino. Não é justo que sejamos descartados nesse momento!

    E-mails para envio:
    sme@edu.curitiba.pr.gov.br

    sgm@sgm.curitiba.pr.gov.br

    pgm@pgm.curitiba.pr.gov.br
    Por isso, é hora de pressionar a PGM, a Secretaria Municipal de Educação e o RH a manter os quase três mil contratos de professores que dependem dessa remuneração e foram pegos desprevenidos pelo anúncio de corte.

    Mais do que uma decisão burocrática, essa também é uma decisão política da gestão Greca que, ao longo de anos, deixou de contratar professores via concurso público em número necessário e dependo dos contratos de RIT para o funcionamento da rede municipal de ensino.

    É importante ressaltar que a folha de pagamento de março já está fechada e que o pagamento dos RITs desse mês está garantido. Entretanto, se a Prefeitura não rever esse posicionamento, estará jogando centenas de pessoas num cenário financeiro bastante duro, já que o corte dos salários tende a coincidir com o pico de contaminação pelo Covid-19, de acordo com as estatísticas.

  • 21 | 03 | 2020 - 09:58 Mobilização

    Ajude na campanha contra o corte do salário dos RITs

    Ajude na campanha contra o corte do salário dos RITs
    É fundamental que os quase três mil contratos de RIT sejam mantidos nesse período

    A briga para garantir a manutenção dos contratos de RIT continua. Segundo a superintendente de Gestão de Pessoas, o pedido seria encaminhado pela gestão à Procuradoria Geral do Município (PGM). A ideia é que a Procuradoria analise a Lei do RIT e o decreto nº 421, que suspendeu as aulas, para avaliar a manutenção.

    Proposta de e-mail: personalize o seu, mas não deixe de enviar

    Olá, sou professora e preciso do RIT para garantir a manutenção das minhas condições de vida e também da minha família.

    Caso a Prefeitura não atenda a nossa reivindicação, estarei em situação bastante difícil, principalmente, durante o pico de contágio por Covid-19.

    Nossa reivindicação é justa e nosso trabalho contribui e muito com o funcionamento da rede municipal de ensino. Não é justo que sejamos descartados nesse momento!

    E-mails para envio:
    sme@edu.curitiba.pr.gov.br

    sgm@sgm.curitiba.pr.gov.br

    pgm@pgm.curitiba.pr.gov.br
    Por isso, é hora de pressionar a PGM, a Secretaria Municipal de Educação e o RH a manter os quase três mil contratos de professores que dependem dessa remuneração e foram pegos desprevenidos pelo anúncio de corte.

    Mais do que uma decisão burocrática, essa também é uma decisão política da gestão Greca que, ao longo de anos, deixou de contratar professores via concurso público em número necessário e dependo dos contratos de RIT para o funcionamento da rede municipal de ensino.

    É importante ressaltar que a folha de pagamento de março já está fechada e que o pagamento dos RITs desse mês está garantido. Entretanto, se a Prefeitura não rever esse posicionamento, estará jogando centenas de pessoas num cenário financeiro bastante duro, já que o corte dos salários tende a coincidir com o pico de contaminação pelo Covid-19, de acordo com as estatísticas.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS