Sismac
  • 20 | 02 | 2020 - 22:12 Negociação

    Magistério aprova reivindicações e se soma à luta pelo serviço público

    Magistério aprova reivindicações e se soma à luta pelo serviço público
    Os professores municipais aprovaram a participação no ato contra o desmonte do serviço público no dia 18 de março

    O magistério municipal de Curitiba está firme na luta em defesa do serviço público. Essa foi uma das decisões da assembleia desta quinta-feira (20), que também discutiu e aprovou a pauta de reivindicações da Campanha de Lutas de 2020.

    Durante a assembleia, a categoria definiu pautas importantes como retorno da data-base para 31 de março, descongelamento do Plano de Carreira, contratação de profissionais da educação e correção das perdas salariais. Além disso, foram aprovadas pautas em comum com o SISMUC.

    Com isso, começamos a agilizar a nossa mobilização para realizar as negociações da Campanha de Lutas antes que as restrições do período eleitoral no município entrem em vigor. Lembrando que nosso objetivo também é fazer com que Rafael Greca não se reeleja. Por isso, esperamos que essa seja a última negociação com esse desprefeito. VAZA, GRECA!

    Confira em breve o arquivo da Pauta de Reivindicações completa.

    Representantes no IPMC e FUNDEB

    Outro encaminhamento da assembleia foi a eleição do representante para o Conselho de Administração do Instituto de Previdência do Município de Curitiba (IPMC). A professora Fernanda Lima do Amaral foi eleita para defender e representar os interesses dos servidores municipais no espaço máximo de deliberação do Instituto.

    Outros encaminhamentos

    . O magistério aprovou uma ajuda financeira ao movimento dos petroleiros, que estão com a greve suspensa, mas seguem em mobilização com o risco de demissões em Araucária.

    . As professoras reforçaram o convite para a mobilização do dia 8 de março, que acontecerá no Parolin, em defesa dos direitos e da vida das mulheres.

    Também foram eleitos os representantes do magistério para o Conselho do FUNDEB para o próximo ano: Gracielly Bacelar Ferreira e Mônica Bailone são as professoras que representarão os professores da educação básica; e os professores Ronaldo Sobral e Aline Zelinski representarão os diretores das unidades educacionais.

    Luta em defesa do serviço público

    As professoras e professores presentes na assembleia aprovaram também a participação da categoria no dia nacional de mobilização contra o desmonte do serviço público, que acontecerá no dia 18 de março. Foi aprovado um indicativo de paralisação, que será avaliado em nova assembleia, mais perto do dia 18.

    Essa mobilização será uma resposta direta aos graves ataques do governo Bolsonaro, que propõem a demissão de servidores concursados, o congelamento de crescimentos na carreira e a redução de salários e da jornada de trabalho. Além dessas medidas, o governo pretende enviar ao Congresso a chamada Reforma Administrativa, que prevê o fim do direito à estabilidade, a redução dos pisos salariais, a extinção de carreiras e a redução de postos de trabalho. 

  • 20 | 02 | 2020 - 22:12 Negociação

    Magistério aprova reivindicações e se soma à luta pelo serviço público

    Magistério aprova reivindicações e se soma à luta pelo serviço público
    Os professores municipais aprovaram a participação no ato contra o desmonte do serviço público no dia 18 de março

    O magistério municipal de Curitiba está firme na luta em defesa do serviço público. Essa foi uma das decisões da assembleia desta quinta-feira (20), que também discutiu e aprovou a pauta de reivindicações da Campanha de Lutas de 2020.

    Durante a assembleia, a categoria definiu pautas importantes como retorno da data-base para 31 de março, descongelamento do Plano de Carreira, contratação de profissionais da educação e correção das perdas salariais. Além disso, foram aprovadas pautas em comum com o SISMUC.

    Com isso, começamos a agilizar a nossa mobilização para realizar as negociações da Campanha de Lutas antes que as restrições do período eleitoral no município entrem em vigor. Lembrando que nosso objetivo também é fazer com que Rafael Greca não se reeleja. Por isso, esperamos que essa seja a última negociação com esse desprefeito. VAZA, GRECA!

    Confira em breve o arquivo da Pauta de Reivindicações completa.

    Representantes no IPMC e FUNDEB

    Outro encaminhamento da assembleia foi a eleição do representante para o Conselho de Administração do Instituto de Previdência do Município de Curitiba (IPMC). A professora Fernanda Lima do Amaral foi eleita para defender e representar os interesses dos servidores municipais no espaço máximo de deliberação do Instituto.

    Outros encaminhamentos

    . O magistério aprovou uma ajuda financeira ao movimento dos petroleiros, que estão com a greve suspensa, mas seguem em mobilização com o risco de demissões em Araucária.

    . As professoras reforçaram o convite para a mobilização do dia 8 de março, que acontecerá no Parolin, em defesa dos direitos e da vida das mulheres.

    Também foram eleitos os representantes do magistério para o Conselho do FUNDEB para o próximo ano: Gracielly Bacelar Ferreira e Mônica Bailone são as professoras que representarão os professores da educação básica; e os professores Ronaldo Sobral e Aline Zelinski representarão os diretores das unidades educacionais.

    Luta em defesa do serviço público

    As professoras e professores presentes na assembleia aprovaram também a participação da categoria no dia nacional de mobilização contra o desmonte do serviço público, que acontecerá no dia 18 de março. Foi aprovado um indicativo de paralisação, que será avaliado em nova assembleia, mais perto do dia 18.

    Essa mobilização será uma resposta direta aos graves ataques do governo Bolsonaro, que propõem a demissão de servidores concursados, o congelamento de crescimentos na carreira e a redução de salários e da jornada de trabalho. Além dessas medidas, o governo pretende enviar ao Congresso a chamada Reforma Administrativa, que prevê o fim do direito à estabilidade, a redução dos pisos salariais, a extinção de carreiras e a redução de postos de trabalho. 

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS