Sismac
  • 12 | 07 | 2019 - 14:41 Saúde

    Gestão Greca esconde problemas em comemoração dos 20 anos do ICS

    Gestão Greca esconde problemas em comemoração dos 20 anos do ICS
    Foto: Pedro Ribas/SMCS
    Diretora afirmou que o ICS vai se equiparar aos melhores planos do Brasil, mas servidores ainda sofrem com atendimento

    A gestão Greca está estendendo o atendimento do Instituto Curitiba de Saúde para agentes políticos e empregados públicos, tornando o que era um patrimônio dos servidores um plano comercial de saúde. Não podemos esquecer que o Instituto é financiando pelos servidores municipais de Curitiba que mensalmente têm descontado 3,90% do salário, inclusive do 13º, para ter garantido o atendimento à saúde.

    Durante as comemorações de 20 anos do Instituto na tarde da última quinta-feira (11), celebrado com bolo e convocação de servidores para estarem presentes, a extensão do atendimento foi celebrada pela diretora do ICS, Dora Pizzatto, quando afirmou que com o lançamento dos novos planos “O ICS está tentando se equiparar com os melhores planos de saúde do Brasil”.

    A afirmação diverge da opinião dos servidores que usam o serviço e têm constatado a precarização no atendimento. São reclamações sobre a falta de dentistas e várias especialidades para atendimento. No Hospital Pilar, credenciado do ICS, os servidores não conseguem realizar exames de alto custo como ressonância e tomografia. Na Santa Casa, o atendimento para os servidores está sendo negligenciado, com horas de espera em poltronas sujas de sangue. Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias, inseridos este ano no ICS, têm uma rede credenciada diferenciada e mais precária para atendimento.

    Mesmo com o lançamento dos planos para atender filhos de servidores com mais de 18 anos, antiga reivindicação dos servidores, com preços um pouco abaixo do praticado por operadoras de planos de saúde, os servidores temem uma piora na assistência, pois ao invés de cobrar da rede credenciada mais respeito no atendimento dos servidores, a gestão Greca não mediu esforços para transformar o ICS em um plano comercial de saúde.

    O prefeito Rafael Greca não prestigiou a comemoração que contou com a presença da secretária municipal de saúde Márcia Huçulak, da vereadora Julieta Reis e do vereador Mauro Bobato, entre servidores, representantes de instituições credenciadas e outros.

    Os sindicatos recomendam aos servidores que encontrarem problemas no atendimento do ICS e rede credenciada que formalizem a reclamação pelo 156, no próprio ICS e no sindicato.

  • 12 | 07 | 2019 - 14:41 Saúde

    Gestão Greca esconde problemas em comemoração dos 20 anos do ICS

    Gestão Greca esconde problemas em comemoração dos 20 anos do ICS
    Foto: Pedro Ribas/SMCS
    Diretora afirmou que o ICS vai se equiparar aos melhores planos do Brasil, mas servidores ainda sofrem com atendimento

    A gestão Greca está estendendo o atendimento do Instituto Curitiba de Saúde para agentes políticos e empregados públicos, tornando o que era um patrimônio dos servidores um plano comercial de saúde. Não podemos esquecer que o Instituto é financiando pelos servidores municipais de Curitiba que mensalmente têm descontado 3,90% do salário, inclusive do 13º, para ter garantido o atendimento à saúde.

    Durante as comemorações de 20 anos do Instituto na tarde da última quinta-feira (11), celebrado com bolo e convocação de servidores para estarem presentes, a extensão do atendimento foi celebrada pela diretora do ICS, Dora Pizzatto, quando afirmou que com o lançamento dos novos planos “O ICS está tentando se equiparar com os melhores planos de saúde do Brasil”.

    A afirmação diverge da opinião dos servidores que usam o serviço e têm constatado a precarização no atendimento. São reclamações sobre a falta de dentistas e várias especialidades para atendimento. No Hospital Pilar, credenciado do ICS, os servidores não conseguem realizar exames de alto custo como ressonância e tomografia. Na Santa Casa, o atendimento para os servidores está sendo negligenciado, com horas de espera em poltronas sujas de sangue. Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias, inseridos este ano no ICS, têm uma rede credenciada diferenciada e mais precária para atendimento.

    Mesmo com o lançamento dos planos para atender filhos de servidores com mais de 18 anos, antiga reivindicação dos servidores, com preços um pouco abaixo do praticado por operadoras de planos de saúde, os servidores temem uma piora na assistência, pois ao invés de cobrar da rede credenciada mais respeito no atendimento dos servidores, a gestão Greca não mediu esforços para transformar o ICS em um plano comercial de saúde.

    O prefeito Rafael Greca não prestigiou a comemoração que contou com a presença da secretária municipal de saúde Márcia Huçulak, da vereadora Julieta Reis e do vereador Mauro Bobato, entre servidores, representantes de instituições credenciadas e outros.

    Os sindicatos recomendam aos servidores que encontrarem problemas no atendimento do ICS e rede credenciada que formalizem a reclamação pelo 156, no próprio ICS e no sindicato.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS