Sismac

Notícias | Aposentados

Imprimir
  • Quem Te Viu, Quem Te Vê - Rosa Petruy
    11 | 01 | 2019 - 13:31 Notícias dos aposentados

    Quem Te Viu, Quem Te Vê - Rosa Petruy

    Rosa Mafalda Petruy dedicou 39 anos de carreira ao magistério e tem orgulho de sua jornada como professora

    Durante a infância, Rosa Mafalda Petruy estudou numa escola isolada onde crianças de várias séries diferentes estudavam no mesmo espaço. Rosa sempre se oferecia para ser ajudante da professora quando ela precisava se ausentar da sala de aula. Foram nesses momentos que Rosa percebia sua vocação para ensinar. “O meu destino estava escrito. Desde pequena tinha vontade de ser professora”, lembra. Hoje, Rosa é aposentada, tem 39 anos de carreira como professora e tem muito orgulho dessa trajetória. “Eu nunca me arrependi da minha decisão”.

    Rosa começou a trabalhar com 19 anos pelo estado em 1953. Desde o começo da carreira se dedicou ao estudo da alfabetização, área na qual já era especialista quando entrou na rede municipal de ensino, em 1972. “Sou apaixonada por alfabetização, pois é um prazer ajudar a criança numa fase tão essencial da vida”, diz.

    Na rede municipal, Rosa lecionou durante 25 anos na E.M Omar Sabbag. Lá, trabalhou com classes especiais e também coordenou turmas de 1ª série. Segundo a professora, os anos que ela passou na escola, onde trabalhou até a aposentadoria, foram inesquecíveis. “No Omar Sabbag eu fiz amizades, desenvolvi valores e adquiri conhecimento. Sou muito grata pelo tempo que passei lá”, comenta. Rosa também diz que fica feliz ao lembrar dos bilhetes de pais e alunos que recebia em agradecimento.

    Fora da sala de aula, ela também se dedicava às pautas de interesse do magistério municipal por meio de ações organizadas pelo SISMMAC. Para Rosa, o Sindicato abriu para ela um novo leque de oportunidades e aprendizagem. Ela participou de reuniões, atos e greves em prol da escola pública de qualidade e, além disso, marcou presença em cursos de formação e palestras.

    Foi através desses momentos de formação no Sindicato que ela iniciou seus estudos sobre a terceira idade. Por esse e outros motivos, Rosa se interessou pelo Coletivo de Aposentados do SISMMAC. Nos encontros do grupo ela reencontrou colegas, fez novas amizades e participou de diversas atividades que valorizam o idoso e a categoria do magistério municipal. “O Coletivo é um espaço importante para manter a vivência com o Sindicato, discutir a valorização do idoso e do professor e continuar a busca por caminhos para melhorar a escola pública”, diz.

    Além de dar continuidade às ações ligadas ao magistério, ela também realiza diversas atividades na aposentadoria, como pintura em tela, pilates, hidroginástica, curso de idiomas e escotismo. No entanto, apesar de já ter se aposentado, Rosa diz que nunca vai perder a essência. “Eu vou ser professora para sempre”, afirma.

  • 11 | 01 | 2019 - 13:31 Notícias dos aposentados
    Quem Te Viu, Quem Te Vê - Rosa Petruy

    Quem Te Viu, Quem Te Vê - Rosa Petruy

    Rosa Mafalda Petruy dedicou 39 anos de carreira ao magistério e tem orgulho de sua jornada como professora

    Durante a infância, Rosa Mafalda Petruy estudou numa escola isolada onde crianças de várias séries diferentes estudavam no mesmo espaço. Rosa sempre se oferecia para ser ajudante da professora quando ela precisava se ausentar da sala de aula. Foram nesses momentos que Rosa percebia sua vocação para ensinar. “O meu destino estava escrito. Desde pequena tinha vontade de ser professora”, lembra. Hoje, Rosa é aposentada, tem 39 anos de carreira como professora e tem muito orgulho dessa trajetória. “Eu nunca me arrependi da minha decisão”.

    Rosa começou a trabalhar com 19 anos pelo estado em 1953. Desde o começo da carreira se dedicou ao estudo da alfabetização, área na qual já era especialista quando entrou na rede municipal de ensino, em 1972. “Sou apaixonada por alfabetização, pois é um prazer ajudar a criança numa fase tão essencial da vida”, diz.

    Na rede municipal, Rosa lecionou durante 25 anos na E.M Omar Sabbag. Lá, trabalhou com classes especiais e também coordenou turmas de 1ª série. Segundo a professora, os anos que ela passou na escola, onde trabalhou até a aposentadoria, foram inesquecíveis. “No Omar Sabbag eu fiz amizades, desenvolvi valores e adquiri conhecimento. Sou muito grata pelo tempo que passei lá”, comenta. Rosa também diz que fica feliz ao lembrar dos bilhetes de pais e alunos que recebia em agradecimento.

    Fora da sala de aula, ela também se dedicava às pautas de interesse do magistério municipal por meio de ações organizadas pelo SISMMAC. Para Rosa, o Sindicato abriu para ela um novo leque de oportunidades e aprendizagem. Ela participou de reuniões, atos e greves em prol da escola pública de qualidade e, além disso, marcou presença em cursos de formação e palestras.

    Foi através desses momentos de formação no Sindicato que ela iniciou seus estudos sobre a terceira idade. Por esse e outros motivos, Rosa se interessou pelo Coletivo de Aposentados do SISMMAC. Nos encontros do grupo ela reencontrou colegas, fez novas amizades e participou de diversas atividades que valorizam o idoso e a categoria do magistério municipal. “O Coletivo é um espaço importante para manter a vivência com o Sindicato, discutir a valorização do idoso e do professor e continuar a busca por caminhos para melhorar a escola pública”, diz.

    Além de dar continuidade às ações ligadas ao magistério, ela também realiza diversas atividades na aposentadoria, como pintura em tela, pilates, hidroginástica, curso de idiomas e escotismo. No entanto, apesar de já ter se aposentado, Rosa diz que nunca vai perder a essência. “Eu vou ser professora para sempre”, afirma.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS