Sismac
  • 14 | 08 | 2019 - 13:31 Fotos

    Ato do dia 13 levou defesa da educação e da aposentadoria às ruas

    Ato do dia 13 levou defesa da educação e da aposentadoria às ruas
    Manifestação uniu luta pela aposentadoria com mobilização contra os projetos que atacam à educação
    Cerca de 10 mil estudantes e trabalhadores ocuparam as ruas de Curitiba na noite desta terça-feira (13) em defesa da educação e contra a desumana Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

    Essa foi a quarta grande manifestação em defesa da aposentadoria e da educação em 2019 e contou com atos em estados de todo o país.

    As manifestações mostraram que vamos intensificar ainda mais a nossa mobilização contra os ataques do governo federal. Além do projeto de Reforma da Previdência ter sido aprovado em segundo turno na Câmara de Deputados, o governo Bolsonaro tenta impor outro grave ataque à educação: o “Future-se”, programa que entrega a produção científica brasileira, parte do patrimônio público e o trabalho dos docentes, na mão de grandes empresários.

    No Paraná, o governador Ratinho Junior (PSD) também ataca as universidades estaduais. A minuta da Lei Geral das Universidades, apresentada no dia 3 de junho, ataca a autonomia e reduz drasticamente o número de professores das universidades, a partir da imposição de uma relação professor-aluno. Além de considerar excedente cerca de 40% dos professores das universidades, o projeto extingue carreiras de agentes universitários (limpeza, vigilância, serviços gerais) e impõe a terceirização desses serviços.

    Por isso, continuamos na luta! O ato do dia 13 de agosto foi mais um passo importante na construção da nossa resistência e vamos permanecer firmes por nenhum direito a menos!


  • 14 | 08 | 2019 - 13:31 Fotos

    Ato do dia 13 levou defesa da educação e da aposentadoria às ruas

    Ato do dia 13 levou defesa da educação e da aposentadoria às ruas
    Manifestação uniu luta pela aposentadoria com mobilização contra os projetos que atacam à educação
    Cerca de 10 mil estudantes e trabalhadores ocuparam as ruas de Curitiba na noite desta terça-feira (13) em defesa da educação e contra a desumana Reforma da Previdência do governo Bolsonaro.

    Essa foi a quarta grande manifestação em defesa da aposentadoria e da educação em 2019 e contou com atos em estados de todo o país.

    As manifestações mostraram que vamos intensificar ainda mais a nossa mobilização contra os ataques do governo federal. Além do projeto de Reforma da Previdência ter sido aprovado em segundo turno na Câmara de Deputados, o governo Bolsonaro tenta impor outro grave ataque à educação: o “Future-se”, programa que entrega a produção científica brasileira, parte do patrimônio público e o trabalho dos docentes, na mão de grandes empresários.

    No Paraná, o governador Ratinho Junior (PSD) também ataca as universidades estaduais. A minuta da Lei Geral das Universidades, apresentada no dia 3 de junho, ataca a autonomia e reduz drasticamente o número de professores das universidades, a partir da imposição de uma relação professor-aluno. Além de considerar excedente cerca de 40% dos professores das universidades, o projeto extingue carreiras de agentes universitários (limpeza, vigilância, serviços gerais) e impõe a terceirização desses serviços.

    Por isso, continuamos na luta! O ato do dia 13 de agosto foi mais um passo importante na construção da nossa resistência e vamos permanecer firmes por nenhum direito a menos!


Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS