Sismac

Notícias | Ed. Infantil

Imprimir
  • Magistério aprova Pauta Geral de Reivindicações
    24 | 05 | 2016 - 22:05 Carreira

    Magistério aprova Pauta Geral de Reivindicações

    Além de aprovar a Pauta, profissionais do magistério definem mobilização da categoria para o início de junho

    As professoras e professores da rede discutiram e aprovaram na noite desta terça-feira (24) a Pauta Geral de Reivindicações do magistério.

    O objetivo é cobrar a administração municipal a negociar esses itens ao longo de 2016 para forçar que a Prefeitura melhore as condições de trabalho dos profissionais do magistério e oferte educação pública de qualidade para as filhas e filhos dos trabalhadores da nossa cidade.

    Ao todo, foram nove reuniões para debater as reivindicações específicas dos diversos segmentos de trabalhadores que compõem a rede municipal. A Pauta Geral de Reivindicações do magistério foi construída por diversas mãos de professoras e professores que passaram pela sede do SISMMAC nos meses de abril e maio e levantaram propostas com base nas dificuldades enfrentadas no dia a dia da rede.

    As professoras e professores também se debruçaram sobre temas que perpassam várias áreas e impactam todos os trabalhadores da rede que vão desde o novo Plano de Carreira até o debate de gênero e diversidade nas salas de aula.

    Para além disso, a Pauta também conta com reivindicações que não são de hoje, como aumento do orçamento destinado à educação e a redução de alunos por turma, por exemplo.

    Confira em breve o documento aprovado pelo conjunto do magistério e que será entregue para a Prefeitura na próxima semana.

    Mobilização do magistério no início de junho

    A assembleia também decidiu pela realização de uma mobilização do magistério. Nos dias 8, 9 e 10 de junho, as professoras e professores da rede devem fazer uma foto vestidos com a camiseta da nossa Campanha de Lutas “Crise: essa conta não é nossa!”.

    A foto tem como objetivo registrar a indignação dos profissionais do magistério em relação ao atraso de seis meses no pagamento do crescimento vertical, a falta de professores e inspetores nas escolas, o fechamento de turmas e a superlotação das salas nas unidades da rede.

    Vamos mobilizar o chão da escola e das demais unidades da rede e somar forças contra os ataques da administração municipal. Vamos mostrar para a gestão de Gustavo Fruet que o magistério de Curitiba não se entrega e que irá lutar contra a retirada de direitos! Não esqueça de usar a hashtag #acontadacrisenaoenossa !

    Conselho do Fundeb

    O magistério elegeu a professora Claudia Simoni Costa, diretora da Escola Municipal Professor Francisco Hübert, como suplente do segmento dos diretores de escola no Conselho do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Como essa representação é dividida com o Sismuc, o representante titular será eleito em uma assembleia dos demais trabalhadores da educação.

    O magistério já elegeu em assembleia as conselheiras que representam o segmento dos professores. Na assembleia do dia 5 de abril, a professora Francielly Costa foi eleita como titular e a professora Rosana Almeida, como suplente, para um mandato de dois anos.

    Esse conselho tem como principal tarefa fiscalizar a forma como o município de Curitiba utiliza a verba destinada e recebida do Fundeb.

  • 24 | 05 | 2016 - 22:05 Carreira
    Magistério aprova Pauta Geral de Reivindicações

    Magistério aprova Pauta Geral de Reivindicações

    Além de aprovar a Pauta, profissionais do magistério definem mobilização da categoria para o início de junho

    As professoras e professores da rede discutiram e aprovaram na noite desta terça-feira (24) a Pauta Geral de Reivindicações do magistério.

    O objetivo é cobrar a administração municipal a negociar esses itens ao longo de 2016 para forçar que a Prefeitura melhore as condições de trabalho dos profissionais do magistério e oferte educação pública de qualidade para as filhas e filhos dos trabalhadores da nossa cidade.

    Ao todo, foram nove reuniões para debater as reivindicações específicas dos diversos segmentos de trabalhadores que compõem a rede municipal. A Pauta Geral de Reivindicações do magistério foi construída por diversas mãos de professoras e professores que passaram pela sede do SISMMAC nos meses de abril e maio e levantaram propostas com base nas dificuldades enfrentadas no dia a dia da rede.

    As professoras e professores também se debruçaram sobre temas que perpassam várias áreas e impactam todos os trabalhadores da rede que vão desde o novo Plano de Carreira até o debate de gênero e diversidade nas salas de aula.

    Para além disso, a Pauta também conta com reivindicações que não são de hoje, como aumento do orçamento destinado à educação e a redução de alunos por turma, por exemplo.

    Confira em breve o documento aprovado pelo conjunto do magistério e que será entregue para a Prefeitura na próxima semana.

    Mobilização do magistério no início de junho

    A assembleia também decidiu pela realização de uma mobilização do magistério. Nos dias 8, 9 e 10 de junho, as professoras e professores da rede devem fazer uma foto vestidos com a camiseta da nossa Campanha de Lutas “Crise: essa conta não é nossa!”.

    A foto tem como objetivo registrar a indignação dos profissionais do magistério em relação ao atraso de seis meses no pagamento do crescimento vertical, a falta de professores e inspetores nas escolas, o fechamento de turmas e a superlotação das salas nas unidades da rede.

    Vamos mobilizar o chão da escola e das demais unidades da rede e somar forças contra os ataques da administração municipal. Vamos mostrar para a gestão de Gustavo Fruet que o magistério de Curitiba não se entrega e que irá lutar contra a retirada de direitos! Não esqueça de usar a hashtag #acontadacrisenaoenossa !

    Conselho do Fundeb

    O magistério elegeu a professora Claudia Simoni Costa, diretora da Escola Municipal Professor Francisco Hübert, como suplente do segmento dos diretores de escola no Conselho do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Como essa representação é dividida com o Sismuc, o representante titular será eleito em uma assembleia dos demais trabalhadores da educação.

    O magistério já elegeu em assembleia as conselheiras que representam o segmento dos professores. Na assembleia do dia 5 de abril, a professora Francielly Costa foi eleita como titular e a professora Rosana Almeida, como suplente, para um mandato de dois anos.

    Esse conselho tem como principal tarefa fiscalizar a forma como o município de Curitiba utiliza a verba destinada e recebida do Fundeb.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS