Sismac

Notícias | Ed. Infantil

Imprimir
  • Educadoras de São José dos Pinhais iniciam greve
    15 | 02 | 2016 - 15:33 Condições de Trabalho

    Educadoras de São José dos Pinhais iniciam greve

    Categoria reivindica melhores condições de trabalho e valorização profissional

    As educadoras de São José dos Pinhais amanheceram em greve nesta segunda-feira (15). A paralisação é motivada pelo processo de desvalorização da categoria e sucateamento dos CMEIs, com a retirada de professoras das unidades e sobrecarga das educadoras.

    A dita “reorganização” da Prefeitura de São José dos Pinhais reduziu pela metade o tempo de atendimento diário das crianças e fez com que as educadoras e atendentes sofressem com a piora das condições de trabalho, isso porque agora uma única profissional fica responsável por até 20 alunos por turma.

    A categoria reivindica o cumprimento da resolução do Conselho Municipal de Educação que regulamenta o número de crianças por turma e, além disso, exige a separação do cargo de educador entre educação e assistência social, hora-atividade para educadoras e atendentes de creche.

    Porque enfrentamos os mesmos problemas aqui na rede municipal de Curitiba e porque nos solidarizamos com os demais trabalhadores, todo o nosso apoio às trabalhadoras da educação de São José dos Pinhais. Por nenhum direito a menos, rumo a novas conquistas!

Imprimir
  • 15 | 02 | 2016 - 15:33 Condições de Trabalho
    Educadoras de São José dos Pinhais iniciam greve

    Educadoras de São José dos Pinhais iniciam greve

    Categoria reivindica melhores condições de trabalho e valorização profissional

    As educadoras de São José dos Pinhais amanheceram em greve nesta segunda-feira (15). A paralisação é motivada pelo processo de desvalorização da categoria e sucateamento dos CMEIs, com a retirada de professoras das unidades e sobrecarga das educadoras.

    A dita “reorganização” da Prefeitura de São José dos Pinhais reduziu pela metade o tempo de atendimento diário das crianças e fez com que as educadoras e atendentes sofressem com a piora das condições de trabalho, isso porque agora uma única profissional fica responsável por até 20 alunos por turma.

    A categoria reivindica o cumprimento da resolução do Conselho Municipal de Educação que regulamenta o número de crianças por turma e, além disso, exige a separação do cargo de educador entre educação e assistência social, hora-atividade para educadoras e atendentes de creche.

    Porque enfrentamos os mesmos problemas aqui na rede municipal de Curitiba e porque nos solidarizamos com os demais trabalhadores, todo o nosso apoio às trabalhadoras da educação de São José dos Pinhais. Por nenhum direito a menos, rumo a novas conquistas!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS