Sismac

Notícias | Ed. Física

Imprimir
  • Prefeitura deixa concurso vencer sem contratar lista de aprovados
    24 | 04 | 2018 - 18:20 Ed. Física

    Prefeitura deixa concurso vencer sem contratar lista de aprovados

    Apesar do déficit de professores na rede, Prefeitura deixa o concurso de Docência II vencer sem novas contratações

    O concurso de docência II, realizado em 2014, vence nessa terça-feira (24). Apesar da cobrança do SISMMAC, do magistério e das diretoras das escolas de 6º a 9º ano, a Prefeitura preferiu desperdiçar o potencial desses profissionais e deixa o concurso vencer sem contratar nem metade da lista de aprovados.

    A postura da Prefeitura é irresponsável e tende a agravar o problema da falta de professores. Nos últimos três anos, Curitiba abandonou a política de reposição de aposentadorias, falecimentos e exonerações, o que gerou um grande déficit na rede. Mais de 1200 professores se aposentaram nesse período, mas não houve contratação para preencher a vaga.

    O problema da falta de contratações afeta o funcionamento das escolas a tal ponto que é difícil até encontrar profissionais para assumir Regime Integral de Trabalho (RIT) e substituir as vagas em determinadas áreas.

    É nesse cenário que a Prefeitura deixa um concurso vencer, sabendo que terá que organizar um novo processo em seguida. São mais de 500 profissionais de Educação Física, Artes e Geografia que poderiam ser convocados rapidamente, antes do vencimento do concurso.

    Além de desperdiçar essas contratações, a Prefeitura também ameaça atrasar a nomeação dos mais de 500 professores de docência I convocados no início de ano. Em reunião com o magistério no dia 11 de abril, a Secretaria Municipal de Recursos Humanos revelou que não tem garantia alguma de que as nomeações aconteçam em maio, como foi anunciado, e afirmou que é possível que o processo seja adiado para o segundo semestre.

    Somente nossa mobilização e pressão podem fazer com que a Prefeitura reveja suas prioridades e garanta a contratação necessária para o funcionamento das escolas!

    Compartilhe essa notícia e converse também com as mães e pais dos alunos.

    Ajude a fazer pressão! A luta por contratação faz parte de uma luta maior, contra o desmonte dos serviços públicos e em defesa da qualidade da educação pública!

Imprimir
  • 24 | 04 | 2018 - 18:20 Ed. Física
    Prefeitura deixa concurso vencer sem contratar lista de aprovados

    Prefeitura deixa concurso vencer sem contratar lista de aprovados

    Apesar do déficit de professores na rede, Prefeitura deixa o concurso de Docência II vencer sem novas contratações

    O concurso de docência II, realizado em 2014, vence nessa terça-feira (24). Apesar da cobrança do SISMMAC, do magistério e das diretoras das escolas de 6º a 9º ano, a Prefeitura preferiu desperdiçar o potencial desses profissionais e deixa o concurso vencer sem contratar nem metade da lista de aprovados.

    A postura da Prefeitura é irresponsável e tende a agravar o problema da falta de professores. Nos últimos três anos, Curitiba abandonou a política de reposição de aposentadorias, falecimentos e exonerações, o que gerou um grande déficit na rede. Mais de 1200 professores se aposentaram nesse período, mas não houve contratação para preencher a vaga.

    O problema da falta de contratações afeta o funcionamento das escolas a tal ponto que é difícil até encontrar profissionais para assumir Regime Integral de Trabalho (RIT) e substituir as vagas em determinadas áreas.

    É nesse cenário que a Prefeitura deixa um concurso vencer, sabendo que terá que organizar um novo processo em seguida. São mais de 500 profissionais de Educação Física, Artes e Geografia que poderiam ser convocados rapidamente, antes do vencimento do concurso.

    Além de desperdiçar essas contratações, a Prefeitura também ameaça atrasar a nomeação dos mais de 500 professores de docência I convocados no início de ano. Em reunião com o magistério no dia 11 de abril, a Secretaria Municipal de Recursos Humanos revelou que não tem garantia alguma de que as nomeações aconteçam em maio, como foi anunciado, e afirmou que é possível que o processo seja adiado para o segundo semestre.

    Somente nossa mobilização e pressão podem fazer com que a Prefeitura reveja suas prioridades e garanta a contratação necessária para o funcionamento das escolas!

    Compartilhe essa notícia e converse também com as mães e pais dos alunos.

    Ajude a fazer pressão! A luta por contratação faz parte de uma luta maior, contra o desmonte dos serviços públicos e em defesa da qualidade da educação pública!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS