Sismac

Notícias | Ed. Física

Imprimir
  • Mobilização faz Prefeitura recuar no cancelamento dos jogos regionais
    17 | 04 | 2015 - 11:53 Ed. Física

    Mobilização faz Prefeitura recuar no cancelamento dos jogos regionais

    A discussão sobre mudanças no formato do evento deve ser feita com ampla participação do magistério e com a garantia de que jogos permanecerão como atividades externas de integração

    Depois da mobilização das professoras e professores de Educação Física, a Prefeitura convocou esses profissionais para uma reunião na última quarta-feira (15) e anunciou que os encontros esportivos regionais serão mantidos. O recuo da administração municipal é fruto da pressão intensa feita pela categoria contra a ameaça de cancelamento dos jogos e em defesa do papel pedagógico desempenhado por esses encontros.

    Junto com a confirmação sobre a manutenção dos jogos, a Prefeitura comunicou também que os ônibus já estão reservados para garantir o transporte das crianças durante os eventos regionais, que serão realizados em setembro. A reunião do dia 15 de abril deu início a construção de um projeto que descreverá o papel pedagógico dos jogos e servirá como documento norteador para a organização dos eventos a partir dos núcleos regionais. Os representantes da Coordenação de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação se comprometeram a enviar esse projeto por e-mail aos professores o quanto antes, para que o debate nos núcleos possa avaliar de forma aprofundada qual a melhor forma de organizar a atividade de acordo com as suas especificidades.

    A mobilização do magistério venceu o autoritarismo da administração municipal, que a princípio apresentou o cancelamento dos jogos regionais como mais uma imposição. Graças à resistência e à participação ativa de dezenas de professoras e professores, a Secretaria Municipal de Educação foi obrigada a rever o seu posicionamento. A discussão sobre mudanças no formato do evento deve ser feita com ampla participação do magistério e com a garantia de que jogos desse ano permanecerão como atividades externas de integração entre os alunos das escolas da regional.

    Diante dessa conquista, a reunião que seria realizada no dia 22 de abril será remarcada. As professoras e professores de Educação Física voltam a se reunir na sede do SISMMAC para avaliar os próximos passos da luta depois que a Prefeitura enviar o projeto que norteará a organização dos encontros.

    Relembre como foi a mobilização da categoria em defesa dos encontros esportivos regionais
    A mobilização contra a ameaça de suspensão dos encontros regionais teve início no dia 11 de março, após a Coordenação de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação (SME) informar que os encontros externos seriam substituídos por atividades esportivas no interior de cada escola. Frente a essa ameaça de corte, as professoras e professores da área se mobilizaram e aprovaram ações para defender que os jogos fossem mantidos como atividades externas de integração entre os alunos das escolas da regional. Desde a primeira reunião, realizada no dia 18 de março, muitas ações foram postas em prática. Até o dia 20, as escolas enviaram cartas à SME, exigindo que haja um amplo processo de debate sobre a forma de realização do evento, seu caráter e suas implicações pedagógicas antes de qualquer decisão sobre a mudança ou não do formato.

    No dia 25 de março, um grupo com cerca de 30 profissionais de Educação Física se reuniu para protocolar a carta elaborada pelo coletivo com um parecer do porquê os jogos devem ser mantidos nos moldes dos últimos anos. O documento, que pode ser conferido aqui, é assinado por mais de 130 professoras e professores comprometidos com a defesa de que esses encontros continuem contribuindo para promover a interação entre alunos de diferentes escolas e para estimular o aprendizado de novas práticas.

    A carta foi entregue no gabinete da Secretaria Municipal de Educação e no Protocolo Geral da Prefeitura. No início, a Guarda Municipal tentou impedir a entrada de todo o grupo no prédio da Prefeitura, mas a insistência conseguiu vencer a truculência com que a segurança usualmente trata as mobilizações dos servidores municipais. As professoras e professores que participaram da ação também decidiram protocolar uma cópia da carta no Departamento de Ensino Fundamental. O documento foi entregue em mãos para a diretora do Departamento, Letícia Meira. O grupo aproveitou a entrega da pauta para cobrar que a administração municipal convocasse a reunião com os profissionais da área para debater a avaliação dos jogos realizados nos últimos anos. Essa proposta foi apresentada pelos representantes do Departamento de Ensino Fundamental no dia 11 de março. Entretanto, a reunião só foi realizada com quase um mês de atraso, no dia 15 de abril.

Imprimir
  • 17 | 04 | 2015 - 11:53 Ed. Física
    Mobilização faz Prefeitura recuar no cancelamento dos jogos regionais

    Mobilização faz Prefeitura recuar no cancelamento dos jogos regionais

    A discussão sobre mudanças no formato do evento deve ser feita com ampla participação do magistério e com a garantia de que jogos permanecerão como atividades externas de integração

    Depois da mobilização das professoras e professores de Educação Física, a Prefeitura convocou esses profissionais para uma reunião na última quarta-feira (15) e anunciou que os encontros esportivos regionais serão mantidos. O recuo da administração municipal é fruto da pressão intensa feita pela categoria contra a ameaça de cancelamento dos jogos e em defesa do papel pedagógico desempenhado por esses encontros.

    Junto com a confirmação sobre a manutenção dos jogos, a Prefeitura comunicou também que os ônibus já estão reservados para garantir o transporte das crianças durante os eventos regionais, que serão realizados em setembro. A reunião do dia 15 de abril deu início a construção de um projeto que descreverá o papel pedagógico dos jogos e servirá como documento norteador para a organização dos eventos a partir dos núcleos regionais. Os representantes da Coordenação de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação se comprometeram a enviar esse projeto por e-mail aos professores o quanto antes, para que o debate nos núcleos possa avaliar de forma aprofundada qual a melhor forma de organizar a atividade de acordo com as suas especificidades.

    A mobilização do magistério venceu o autoritarismo da administração municipal, que a princípio apresentou o cancelamento dos jogos regionais como mais uma imposição. Graças à resistência e à participação ativa de dezenas de professoras e professores, a Secretaria Municipal de Educação foi obrigada a rever o seu posicionamento. A discussão sobre mudanças no formato do evento deve ser feita com ampla participação do magistério e com a garantia de que jogos desse ano permanecerão como atividades externas de integração entre os alunos das escolas da regional.

    Diante dessa conquista, a reunião que seria realizada no dia 22 de abril será remarcada. As professoras e professores de Educação Física voltam a se reunir na sede do SISMMAC para avaliar os próximos passos da luta depois que a Prefeitura enviar o projeto que norteará a organização dos encontros.

    Relembre como foi a mobilização da categoria em defesa dos encontros esportivos regionais
    A mobilização contra a ameaça de suspensão dos encontros regionais teve início no dia 11 de março, após a Coordenação de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação (SME) informar que os encontros externos seriam substituídos por atividades esportivas no interior de cada escola. Frente a essa ameaça de corte, as professoras e professores da área se mobilizaram e aprovaram ações para defender que os jogos fossem mantidos como atividades externas de integração entre os alunos das escolas da regional. Desde a primeira reunião, realizada no dia 18 de março, muitas ações foram postas em prática. Até o dia 20, as escolas enviaram cartas à SME, exigindo que haja um amplo processo de debate sobre a forma de realização do evento, seu caráter e suas implicações pedagógicas antes de qualquer decisão sobre a mudança ou não do formato.

    No dia 25 de março, um grupo com cerca de 30 profissionais de Educação Física se reuniu para protocolar a carta elaborada pelo coletivo com um parecer do porquê os jogos devem ser mantidos nos moldes dos últimos anos. O documento, que pode ser conferido aqui, é assinado por mais de 130 professoras e professores comprometidos com a defesa de que esses encontros continuem contribuindo para promover a interação entre alunos de diferentes escolas e para estimular o aprendizado de novas práticas.

    A carta foi entregue no gabinete da Secretaria Municipal de Educação e no Protocolo Geral da Prefeitura. No início, a Guarda Municipal tentou impedir a entrada de todo o grupo no prédio da Prefeitura, mas a insistência conseguiu vencer a truculência com que a segurança usualmente trata as mobilizações dos servidores municipais. As professoras e professores que participaram da ação também decidiram protocolar uma cópia da carta no Departamento de Ensino Fundamental. O documento foi entregue em mãos para a diretora do Departamento, Letícia Meira. O grupo aproveitou a entrega da pauta para cobrar que a administração municipal convocasse a reunião com os profissionais da área para debater a avaliação dos jogos realizados nos últimos anos. Essa proposta foi apresentada pelos representantes do Departamento de Ensino Fundamental no dia 11 de março. Entretanto, a reunião só foi realizada com quase um mês de atraso, no dia 15 de abril.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS