Sismac
  • 09 | 04 | 2019 - 17:32 Formação

    SISMMAC dá início ao Coletivo de Opressões na próxima segunda (15)

    SISMMAC dá início ao Coletivo de Opressões na próxima segunda (15)
    Proposta tem como objetivo estudar, fazer escuta reflexiva, práticas teatrais e atividades de integração no Sindicato

    Na próxima segunda-feira, dia 15 de abril, o SISMMAC promove a primeira reunião do Coletivo de Opressões: Nós e Nossos Nós. O encontro começa às 18h30, na sede do Sindicato (Rua Nunes Machado, 1644 – Rebouças).

    A ideia é que as reuniões aconteçam a cada 15 dias, com leituras sobre o tema, atividades de integração, exercícios teatrais e dinâmicas de escuta reflexiva sobre as opressões nessa sociedade. O primeiro encontro vai debater o discurso da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie que deu origem ao livro Sejamos todos feministas. Participe!

    O XII Congresso do SISMMAC propôs que o magistério construísse um espaço para discutir opressões com o conjunto da categoria.

    As mulheres trabalham em média sete horas a mais do que os homens porque, na imensa maioria dos casos, são elas as responsáveis pelo trabalho doméstico e o cuidado com os filhos.

    A violência e feminicídios escandalizam cada vez mais a opinião pública. Mas, a verdade é que eles acontecem há muito tempo e são fruto de uma sociedade machista, na qual as mulheres valem menos e são tratadas como objeto ou como o sexo frágil.

    O sistema capitalista explora a classe trabalhadora e o capital utiliza várias ferramentas para nos dividir e explorar mais e melhor. É importante saber que as opressões são derivadas desse sistema, da divisão de classes e da desigualdade social para não perdermos a referência de que queremos a transformação da sociedade. Mas, é fundamental debatermos sobre esses aspectos de nossas vidas e avançarmos nessa discussão.

  • 09 | 04 | 2019 - 17:32 Formação

    SISMMAC dá início ao Coletivo de Opressões na próxima segunda (15)

    SISMMAC dá início ao Coletivo de Opressões na próxima segunda (15)
    Proposta tem como objetivo estudar, fazer escuta reflexiva, práticas teatrais e atividades de integração no Sindicato

    Na próxima segunda-feira, dia 15 de abril, o SISMMAC promove a primeira reunião do Coletivo de Opressões: Nós e Nossos Nós. O encontro começa às 18h30, na sede do Sindicato (Rua Nunes Machado, 1644 – Rebouças).

    A ideia é que as reuniões aconteçam a cada 15 dias, com leituras sobre o tema, atividades de integração, exercícios teatrais e dinâmicas de escuta reflexiva sobre as opressões nessa sociedade. O primeiro encontro vai debater o discurso da autora nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie que deu origem ao livro Sejamos todos feministas. Participe!

    O XII Congresso do SISMMAC propôs que o magistério construísse um espaço para discutir opressões com o conjunto da categoria.

    As mulheres trabalham em média sete horas a mais do que os homens porque, na imensa maioria dos casos, são elas as responsáveis pelo trabalho doméstico e o cuidado com os filhos.

    A violência e feminicídios escandalizam cada vez mais a opinião pública. Mas, a verdade é que eles acontecem há muito tempo e são fruto de uma sociedade machista, na qual as mulheres valem menos e são tratadas como objeto ou como o sexo frágil.

    O sistema capitalista explora a classe trabalhadora e o capital utiliza várias ferramentas para nos dividir e explorar mais e melhor. É importante saber que as opressões são derivadas desse sistema, da divisão de classes e da desigualdade social para não perdermos a referência de que queremos a transformação da sociedade. Mas, é fundamental debatermos sobre esses aspectos de nossas vidas e avançarmos nessa discussão.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS