Sismac

Notícias | Pedagogas

Imprimir
  • SISMMAC cobra reunião para debater atuação das pedagogas
    02 | 03 | 2017 - 17:45 Pedagogas

    SISMMAC cobra reunião para debater atuação das pedagogas

    Sindicato protocolou ofício com pedido de reunião para cobrar mais diálogo e menos burocratização do trabalho pedagógico

    Na manhã desta quinta-feira (2), a direção do SISMMAC protocolou um ofício na Secretaria Municipal de Educação, solicitando uma reunião para retomar a negociação sobre as reivindicações das pedagogas que estão suspensas desde o início da nova gestão.

    O segmento de pedagogas está organizado junto ao Sindicato desde 2015 para reivindicar e avançar na melhoria das condições de trabalho e da organização pedagógica da rede municipal. Durante o ano de 2016, o decreto que normatiza as funções dessa parcela da categoria foi debatido e revisado com a perspectiva de desburocratizar o trabalho e abrir maior possibilidade de atuação efetivamente pedagógica junto à comunidade escolar.

    Além dessa revisão, outra conquista foi a previsão em portaria (34/2016) da organização de um tempo para estudo de, no mínimo, quatro horas semanais. Esse momento é necessário para que pedagogo possa se ausentar do atendimento imediato aos professores e à comunidade para preparar intervenções formativas e também garantir maior qualificação específica para atendimento das demandas profissionais. Porém, esses documentos não foram divulgados pela nova administração e as pedagogas ainda não foram chamadas para reunião com as equipes dos núcleos para planejar o trabalho durante o ano.

    Para além do aumento imediato do número de profissionais nas unidades, uma das principais reivindicações das pedagogas é o maior diálogo com o segmento sobre a organização das políticas educacionais e a organização do trabalho pedagógico na rede municipal.

    Logo no início desse ano, a gestão Greca deu indícios de que não priorizará o diálogo com o magistério. Exemplo disso é a inexistência de negociação até agora sobre a implantação do nosso Plano de Carreira.

    A direção do SISMMAC, em conjunto com o segmento, continuará mobilizada para cobrar da administração que trabalho do pedagogo se efetive cada vez mais de forma não burocratizada, avançando no diálogo sobre os encaminhamentos propostos e sobre a melhoria das condições de trabalho.

Imprimir
  • 02 | 03 | 2017 - 17:45 Pedagogas
    SISMMAC cobra reunião para debater atuação das pedagogas

    SISMMAC cobra reunião para debater atuação das pedagogas

    Sindicato protocolou ofício com pedido de reunião para cobrar mais diálogo e menos burocratização do trabalho pedagógico

    Na manhã desta quinta-feira (2), a direção do SISMMAC protocolou um ofício na Secretaria Municipal de Educação, solicitando uma reunião para retomar a negociação sobre as reivindicações das pedagogas que estão suspensas desde o início da nova gestão.

    O segmento de pedagogas está organizado junto ao Sindicato desde 2015 para reivindicar e avançar na melhoria das condições de trabalho e da organização pedagógica da rede municipal. Durante o ano de 2016, o decreto que normatiza as funções dessa parcela da categoria foi debatido e revisado com a perspectiva de desburocratizar o trabalho e abrir maior possibilidade de atuação efetivamente pedagógica junto à comunidade escolar.

    Além dessa revisão, outra conquista foi a previsão em portaria (34/2016) da organização de um tempo para estudo de, no mínimo, quatro horas semanais. Esse momento é necessário para que pedagogo possa se ausentar do atendimento imediato aos professores e à comunidade para preparar intervenções formativas e também garantir maior qualificação específica para atendimento das demandas profissionais. Porém, esses documentos não foram divulgados pela nova administração e as pedagogas ainda não foram chamadas para reunião com as equipes dos núcleos para planejar o trabalho durante o ano.

    Para além do aumento imediato do número de profissionais nas unidades, uma das principais reivindicações das pedagogas é o maior diálogo com o segmento sobre a organização das políticas educacionais e a organização do trabalho pedagógico na rede municipal.

    Logo no início desse ano, a gestão Greca deu indícios de que não priorizará o diálogo com o magistério. Exemplo disso é a inexistência de negociação até agora sobre a implantação do nosso Plano de Carreira.

    A direção do SISMMAC, em conjunto com o segmento, continuará mobilizada para cobrar da administração que trabalho do pedagogo se efetive cada vez mais de forma não burocratizada, avançando no diálogo sobre os encaminhamentos propostos e sobre a melhoria das condições de trabalho.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS