Sismac
  • 27 | 08 | 2021 - 15:30 Informe-se

    63 unidades já confirmaram casos de Covid desde o retorno presencial

    63 unidades já confirmaram casos de Covid desde o retorno presencial
    Novos casos em escolas e CMEIs acompanham tendência de alta na taxa de transmissão em Curitiba

    O SISMMAC e o SISMUC já receberam denúncias de pelo menos 63unidades de ensino com casos confirmados de Covid-19 desde o retorno das aulas presenciais.Até o momento, são 103trabalhadoras e trabalhadores da educação infectados.

    Curitiba segue com tendência de alta no número de casos de Covid-19 e isso se reflete de forma assustadora dentro das escolas e CMEIs. O número de unidades de ensino com casos confirmados dobrou nos últimos 15 dias, saltando de 31 para 63 de acordo com as denúncias recebidas pelos sindicatos. 

    O número de casos ativos na cidade cresceu mais de 34% desde o dia 4 de agosto. Em 22 dias, o número de pessoas infectadas e com potencial de transmissão da doença saltou de 5.752 para 7.725 de acordo com o boletim publicado pela Prefeitura na última quinta-feira (26).

    A vacinação tem se mostrado eficaz em reduzir o número de mortes, mas avança em ritmo lento em Curitiba, deixando grande parte da população à mercê das variantes mais contagiosas da doença. Estudos recentes, como o publicado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta semana, alertam para o risco de contaminação entre os mais jovens e reforçam a recomendação pela vacinação dos adolescentes.

    Nesta semana, a Prefeitura publicou o Decreto 130/2021, que torna a vacinação contra a Covid-19 obrigatória para os servidores públicos municipais. O surgimento de novas variantes torna a vacinação de toda a população um passo urgente e essencial no controle da doença.

    Até o momento, apenas 36,67% das trabalhadoras e trabalhadores da educação receberam as duas doses da vacina segundo dados oficiais da Prefeitura. Os sindicatos seguem na luta para que o ritmo da vacinação avance e pela antecipação da segunda dose.

    Fortaleça a luta em defesa da vida! Denuncie casos de Covid-19 e descumprimentos do protocolo!

    Apesar de todo tempo que teve para se preparar, a gestão Greca segue repetindo os mesmos erros enfrentados em fevereiro: deixa faltar água nas unidades, distribui equipamentos de proteção de baixa qualidade e falha na orientação sobre como notificar e isolar casos suspeitos de Covid-19 em escolas e CMEIs. No caso dos berçários e maternais I, os jalecos prometidos pela gestão não foram entregues em todas as unidades.

    Os sindicatos estão acompanhando o retorno das aulas para cobrar que a Prefeitura garanta condições para que os protocolos sejam cumpridos.É fundamental que essa cobrança também aconteça nas unidades de ensino.Informe os sindicatos sobre os casos de Covid-19 e qualquer descumprimento dos protocolos pelo canal de denúncias da Educação no WhatsApp (41) 99988-2680 ou pelo linkhttp://bit.ly/DenúnciaEducação

    Comunique também à Frente Parlamentar do Retorno Seguro às Aulas, composta por vereadores da Câmara Municipal de Curitiba, pelo e-mail retornosegurocmc@gmail.com e pelo WhatsApp (41) 3350-4622.

    Os servidores da educação estão em estado de greve e seguem mobilizados junto com os sindicatos pela antecipação da segunda dose, por garantia de testagem, por condições seguras de aprendizagem para os nossos estudantes e por condições seguras de trabalho para todos.

  • 27 | 08 | 2021 - 15:30 Informe-se

    63 unidades já confirmaram casos de Covid desde o retorno presencial

    63 unidades já confirmaram casos de Covid desde o retorno presencial
    Novos casos em escolas e CMEIs acompanham tendência de alta na taxa de transmissão em Curitiba

    O SISMMAC e o SISMUC já receberam denúncias de pelo menos 63unidades de ensino com casos confirmados de Covid-19 desde o retorno das aulas presenciais.Até o momento, são 103trabalhadoras e trabalhadores da educação infectados.

    Curitiba segue com tendência de alta no número de casos de Covid-19 e isso se reflete de forma assustadora dentro das escolas e CMEIs. O número de unidades de ensino com casos confirmados dobrou nos últimos 15 dias, saltando de 31 para 63 de acordo com as denúncias recebidas pelos sindicatos. 

    O número de casos ativos na cidade cresceu mais de 34% desde o dia 4 de agosto. Em 22 dias, o número de pessoas infectadas e com potencial de transmissão da doença saltou de 5.752 para 7.725 de acordo com o boletim publicado pela Prefeitura na última quinta-feira (26).

    A vacinação tem se mostrado eficaz em reduzir o número de mortes, mas avança em ritmo lento em Curitiba, deixando grande parte da população à mercê das variantes mais contagiosas da doença. Estudos recentes, como o publicado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nesta semana, alertam para o risco de contaminação entre os mais jovens e reforçam a recomendação pela vacinação dos adolescentes.

    Nesta semana, a Prefeitura publicou o Decreto 130/2021, que torna a vacinação contra a Covid-19 obrigatória para os servidores públicos municipais. O surgimento de novas variantes torna a vacinação de toda a população um passo urgente e essencial no controle da doença.

    Até o momento, apenas 36,67% das trabalhadoras e trabalhadores da educação receberam as duas doses da vacina segundo dados oficiais da Prefeitura. Os sindicatos seguem na luta para que o ritmo da vacinação avance e pela antecipação da segunda dose.

    Fortaleça a luta em defesa da vida! Denuncie casos de Covid-19 e descumprimentos do protocolo!

    Apesar de todo tempo que teve para se preparar, a gestão Greca segue repetindo os mesmos erros enfrentados em fevereiro: deixa faltar água nas unidades, distribui equipamentos de proteção de baixa qualidade e falha na orientação sobre como notificar e isolar casos suspeitos de Covid-19 em escolas e CMEIs. No caso dos berçários e maternais I, os jalecos prometidos pela gestão não foram entregues em todas as unidades.

    Os sindicatos estão acompanhando o retorno das aulas para cobrar que a Prefeitura garanta condições para que os protocolos sejam cumpridos.É fundamental que essa cobrança também aconteça nas unidades de ensino.Informe os sindicatos sobre os casos de Covid-19 e qualquer descumprimento dos protocolos pelo canal de denúncias da Educação no WhatsApp (41) 99988-2680 ou pelo linkhttp://bit.ly/DenúnciaEducação

    Comunique também à Frente Parlamentar do Retorno Seguro às Aulas, composta por vereadores da Câmara Municipal de Curitiba, pelo e-mail retornosegurocmc@gmail.com e pelo WhatsApp (41) 3350-4622.

    Os servidores da educação estão em estado de greve e seguem mobilizados junto com os sindicatos pela antecipação da segunda dose, por garantia de testagem, por condições seguras de aprendizagem para os nossos estudantes e por condições seguras de trabalho para todos.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS