Sismac
  • 09 | 03 | 2021 - 20:18 Informe-se

    Decreto 525/2021 confirma suspensão das aulas presenciais

    Decreto 525/2021 confirma suspensão das aulas presenciais
    Arte: CtrlS
    Trabalhadores da educação se mantém em trabalho remoto e a greve aprovada para iniciar dia 10 fica suspensa
    A Prefeitura de Curitiba publicou no início da noite desta terça-feira (9) o decreto n° 525/2021, confirmando a suspensão do retorno das aulas presenciais até o dia 6 de abril. Com isso, os trabalhadores da educação se mantém em trabalho remoto e a greve aprovada para iniciar nessa quarta-feira (10) fica suspensa até 6 de abril. 

    Arquivos para Baixar:



    A pressão dos trabalhadores da educação, que construíram uma grande Assembleia no último sábado, e o avanço da pandemia em Curitiba fizeram o desprefeito Rafael Greca e a Secretaria Municipal de Educação (SME) recuarem. Seguimos em estado de greve e em assembleia permanente, podendo ser convocada nova assembleia com a rapidez que for necessária, para que os servidores discutam as próximas ações, caso seja necessário.

    Desde o início de fevereiro os Sindicatos estão reivindicando que o ensino permaneça no formato remoto até que os servidores sejam vacinados e as unidades adaptadas para receber os alunos. A gestão Greca insistiu no retorno presencial mesmo com protocolo insuficiente e o resultado foi o aumento de casos de contágio de Covid-19, com denúncias de 64 unidades com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.

    Os trabalhadores da educação estão mobilizados! Retorno presencial só com vacina e testagem em massa!

  • 09 | 03 | 2021 - 20:18 Informe-se

    Decreto 525/2021 confirma suspensão das aulas presenciais

    Decreto 525/2021 confirma suspensão das aulas presenciais
    Arte: CtrlS
    Trabalhadores da educação se mantém em trabalho remoto e a greve aprovada para iniciar dia 10 fica suspensa
    A Prefeitura de Curitiba publicou no início da noite desta terça-feira (9) o decreto n° 525/2021, confirmando a suspensão do retorno das aulas presenciais até o dia 6 de abril. Com isso, os trabalhadores da educação se mantém em trabalho remoto e a greve aprovada para iniciar nessa quarta-feira (10) fica suspensa até 6 de abril. 

    Arquivos para Baixar:



    A pressão dos trabalhadores da educação, que construíram uma grande Assembleia no último sábado, e o avanço da pandemia em Curitiba fizeram o desprefeito Rafael Greca e a Secretaria Municipal de Educação (SME) recuarem. Seguimos em estado de greve e em assembleia permanente, podendo ser convocada nova assembleia com a rapidez que for necessária, para que os servidores discutam as próximas ações, caso seja necessário.

    Desde o início de fevereiro os Sindicatos estão reivindicando que o ensino permaneça no formato remoto até que os servidores sejam vacinados e as unidades adaptadas para receber os alunos. A gestão Greca insistiu no retorno presencial mesmo com protocolo insuficiente e o resultado foi o aumento de casos de contágio de Covid-19, com denúncias de 64 unidades com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.

    Os trabalhadores da educação estão mobilizados! Retorno presencial só com vacina e testagem em massa!

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS