Sismac
  • 09 | 10 | 2019 - 19:06 Mobilização

    Reposição da greve: escolas devem escolher entre 9 ou 30 de novembro

    Reposição da greve: escolas devem escolher entre 9 ou 30 de novembro
    Normativa foi publicada no dia 8, mas administração ainda enviará ofício aos sindicatos sobre pagamento dos descontos

    A Instrução Normativa 8/2019, que estabelece as regras para a reposição da greve geral do dia 14 de junho, foi publicada na última terça-feira (8). Serão três datas possíveis para reposição: 9, 23 e 30 de novembro.

    O SISMMAC já agendou uma assembleia importante no dia 23 de novembro, que debaterá e aprovará mudanças no Estatuto do Sindicato. Por isso, pedimos que as escolas não marquem a reposição no dia 23 para que o maior número possível de professores participe da assembleia.

    Devolução dos valores e retirada das faltas

    A Instrução Normativa 8/2019 esclarece parte dos questionamentos feitos pelos sindicatos nas negociações dos dias 16 e 30 de agosto. A reposição será garantida a todos os servidores da educação, incluindo as unidades escolares em que o dia letivo foi garantido; a falta será retirada da falta funcional e os descontos serão devolvidos após a reposição.

    Em reunião entre os sindicatos e a secretária Municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila Winkeler, a administração confirmou que será garantida a reposição a todos os servidores e que os descontos serão repostos, incluindo o adicional de difícil provimento.

    Entretanto, ainda faltam informações sobre o prazo para retirada da falta e sobre os reflexos financeiros que serão detalhadas pela administração por meio de um ofício que será enviado aos sindicatos. Por isso, o SISMMAC e o SISMUC orientam que as unidades de ensino definam, até o final de outubro, a data da reposição e fiquem atentos aos canais de comunicação dos sindicatos, pois enviaremos as informações sobre o pagamento assim que recebermos o ofício.

    A Normativa prevê que as servidoras e servidores que trabalham em unidades escolares onde o dia letivo foi garantido façam a reposição em outra unidade, como ocorreu em greves anteriores. Foi registrado em ata de negociação que esses profissionais poderão repor em uma escola no mesmo núcleo em que trabalham, sempre que houver essa possibilidade.

    Além disso, os sindicatos também reivindicaram que seja respeitada a autonomia das escolas para que a equipe diretiva possa organizar o quadro de profissionais necessários para a reposição.

  • 09 | 10 | 2019 - 19:06 Mobilização

    Reposição da greve: escolas devem escolher entre 9 ou 30 de novembro

    Reposição da greve: escolas devem escolher entre 9 ou 30 de novembro
    Normativa foi publicada no dia 8, mas administração ainda enviará ofício aos sindicatos sobre pagamento dos descontos

    A Instrução Normativa 8/2019, que estabelece as regras para a reposição da greve geral do dia 14 de junho, foi publicada na última terça-feira (8). Serão três datas possíveis para reposição: 9, 23 e 30 de novembro.

    O SISMMAC já agendou uma assembleia importante no dia 23 de novembro, que debaterá e aprovará mudanças no Estatuto do Sindicato. Por isso, pedimos que as escolas não marquem a reposição no dia 23 para que o maior número possível de professores participe da assembleia.

    Devolução dos valores e retirada das faltas

    A Instrução Normativa 8/2019 esclarece parte dos questionamentos feitos pelos sindicatos nas negociações dos dias 16 e 30 de agosto. A reposição será garantida a todos os servidores da educação, incluindo as unidades escolares em que o dia letivo foi garantido; a falta será retirada da falta funcional e os descontos serão devolvidos após a reposição.

    Em reunião entre os sindicatos e a secretária Municipal de Educação, Maria Sílvia Bacila Winkeler, a administração confirmou que será garantida a reposição a todos os servidores e que os descontos serão repostos, incluindo o adicional de difícil provimento.

    Entretanto, ainda faltam informações sobre o prazo para retirada da falta e sobre os reflexos financeiros que serão detalhadas pela administração por meio de um ofício que será enviado aos sindicatos. Por isso, o SISMMAC e o SISMUC orientam que as unidades de ensino definam, até o final de outubro, a data da reposição e fiquem atentos aos canais de comunicação dos sindicatos, pois enviaremos as informações sobre o pagamento assim que recebermos o ofício.

    A Normativa prevê que as servidoras e servidores que trabalham em unidades escolares onde o dia letivo foi garantido façam a reposição em outra unidade, como ocorreu em greves anteriores. Foi registrado em ata de negociação que esses profissionais poderão repor em uma escola no mesmo núcleo em que trabalham, sempre que houver essa possibilidade.

    Além disso, os sindicatos também reivindicaram que seja respeitada a autonomia das escolas para que a equipe diretiva possa organizar o quadro de profissionais necessários para a reposição.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS