Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Prefeitura faz inscrição automática de professores no CuritibaPREV
    24 | 05 | 2018 - 11:32 Informe-se

    Prefeitura faz inscrição automática de professores no CuritibaPREV

    Ação da administração é ilegal! Você, professor recém-chegado na rede, sindicalize-se e entre em contato conosco

    A direção do SISMMAC recebeu denúncia de que a Prefeitura está inscrevendo automaticamente os professores nomeados ao longo desta semana no CuritibaPREV. E essa é uma ação ilegal!

    Art. 16. Os planos de benefícios devem ser, obrigatoriamente, oferecidos a todos os empregados dos patrocinadores ou associados dos instituidores.
    § 2º É facultativa a adesão aos planos a que se refere o caput deste artido

    Lei complementar nº 109/2001
    A lei 15.072/2017, que criou o CuritibaPREV, estabelece a entrada automática, mas a lei que instituiu a previdência complementar (Lei complementar nº 109/2001) impede esse mecanismo, ou seja, a lei aprovada com o apoio da bancada do pacotaço é ilegal. Confira no box ao lado.

    Por isso, é importante que você, professor recém-nomeado na rede municipal de Curitiba, verifique se a Prefeitura entregou algum documento que vincule a sua matrícula, nome ou CPF ao CuritibaPREV e entre em contato conosco. Com esses dados em mãos, é possível que o nosso departamento jurídico entre com uma liminar preventiva no Tribunal de Justiça contra essa ação da administração.

    Caso você não encontre nenhum documento, mas sofra o desconto no primeiro mês, entre em contato conosco e traga o contracheque para tomarmos as medidas cabíveis.

    É importante ressaltar que não há garantia do valor da aposentadoria para o servidor que aderir ao CuritibaPREV. Isso porque esse fundo de previdência é refém das regras do mercado financeiro e, como estamos cansados de ver, não há nenhuma segurança ou estabilidade.

    Essa pressão para que os trabalhadores recém-chegados na rede municipal façam parte do CuritibaPREV é uma estratégia para enfraquecer o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC).

    Cada adesão de novos servidores ao fundo de previdência privado significará menos recursos para o IPMC. A contribuição patronal de 23% paga pela Prefeitura em nome do servidor será dividida: 3% serão desviados para o CuritibaPREV e 20% serão repassados ao IPMC.

    Na prática, essa medida afeta o equilíbrio financeiro e atuarial do Instituto, que deverá pagar a aposentadoria esperada pelo servidor com uma arrecadação menor.

    Contratações

    Ao longo de toda essa semana, a direção do SISMMAC esteve presente na nomeação dos professores docência I, tanto no período da manhã quanto à tarde, para dar as boas-vindas aos novos servidores.

    Logo que assumiu o mandato, o prefeito Rafael Greca prometeu a contratação de 700 professores. Entretanto, quase um ano e meio de gestão se passou, e as nomeações estão acontecendo apenas agora e ainda em número insuficiente.

    A rede municipal de ensino de Curitiba precisa da contratação de mais mil profissionais apenas para repor aposentadorias do último período. Ou seja, os cerca de 450 professores nomeados ao longo dessa semana são muito bem-vindos e aguardamos que todos somem-se à luta pela contratação de mais trabalhadores para as unidades escolares. Firmes!

Imprimir
  • 24 | 05 | 2018 - 11:32 Informe-se
    Prefeitura faz inscrição automática de professores no CuritibaPREV

    Prefeitura faz inscrição automática de professores no CuritibaPREV

    Ação da administração é ilegal! Você, professor recém-chegado na rede, sindicalize-se e entre em contato conosco

    A direção do SISMMAC recebeu denúncia de que a Prefeitura está inscrevendo automaticamente os professores nomeados ao longo desta semana no CuritibaPREV. E essa é uma ação ilegal!

    Art. 16. Os planos de benefícios devem ser, obrigatoriamente, oferecidos a todos os empregados dos patrocinadores ou associados dos instituidores.
    § 2º É facultativa a adesão aos planos a que se refere o caput deste artido

    Lei complementar nº 109/2001
    A lei 15.072/2017, que criou o CuritibaPREV, estabelece a entrada automática, mas a lei que instituiu a previdência complementar (Lei complementar nº 109/2001) impede esse mecanismo, ou seja, a lei aprovada com o apoio da bancada do pacotaço é ilegal. Confira no box ao lado.

    Por isso, é importante que você, professor recém-nomeado na rede municipal de Curitiba, verifique se a Prefeitura entregou algum documento que vincule a sua matrícula, nome ou CPF ao CuritibaPREV e entre em contato conosco. Com esses dados em mãos, é possível que o nosso departamento jurídico entre com uma liminar preventiva no Tribunal de Justiça contra essa ação da administração.

    Caso você não encontre nenhum documento, mas sofra o desconto no primeiro mês, entre em contato conosco e traga o contracheque para tomarmos as medidas cabíveis.

    É importante ressaltar que não há garantia do valor da aposentadoria para o servidor que aderir ao CuritibaPREV. Isso porque esse fundo de previdência é refém das regras do mercado financeiro e, como estamos cansados de ver, não há nenhuma segurança ou estabilidade.

    Essa pressão para que os trabalhadores recém-chegados na rede municipal façam parte do CuritibaPREV é uma estratégia para enfraquecer o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC).

    Cada adesão de novos servidores ao fundo de previdência privado significará menos recursos para o IPMC. A contribuição patronal de 23% paga pela Prefeitura em nome do servidor será dividida: 3% serão desviados para o CuritibaPREV e 20% serão repassados ao IPMC.

    Na prática, essa medida afeta o equilíbrio financeiro e atuarial do Instituto, que deverá pagar a aposentadoria esperada pelo servidor com uma arrecadação menor.

    Contratações

    Ao longo de toda essa semana, a direção do SISMMAC esteve presente na nomeação dos professores docência I, tanto no período da manhã quanto à tarde, para dar as boas-vindas aos novos servidores.

    Logo que assumiu o mandato, o prefeito Rafael Greca prometeu a contratação de 700 professores. Entretanto, quase um ano e meio de gestão se passou, e as nomeações estão acontecendo apenas agora e ainda em número insuficiente.

    A rede municipal de ensino de Curitiba precisa da contratação de mais mil profissionais apenas para repor aposentadorias do último período. Ou seja, os cerca de 450 professores nomeados ao longo dessa semana são muito bem-vindos e aguardamos que todos somem-se à luta pela contratação de mais trabalhadores para as unidades escolares. Firmes!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS