Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Lei da Mordaça passa por última comissão e será votada em Plenário
    02 | 05 | 2018 - 16:24 Informe-se

    Lei da Mordaça passa por última comissão e será votada em Plenário

    O Projeto Escola Sem Partido recebeu parecer desfavorável em duas comissões. Ainda não há data definida para votação

    Mesmo com o parecer desfavorável da Comissão de Serviço Público em relação ao projeto de lei Escola Sem Partido nesta quarta-feira (2), o PL ainda será votado pelo plenário da Câmara Municipal de Curitiba. A votação ainda não tem data definida.

    As comissões de Educação e de Legislação também foram responsáveis por analisar o projeto em novembro e dezembro de 2017. Durante as discussões, várias opiniões contrárias foram apresentadas para mostrar a ilegalidade da proposição, como o parecer da Secretaria Municipal de Educação (SME). A administração municipal declarou que o projeto não possui respaldo na atual política educacional do município. E ainda afirmou que a escola é um espaço de pluralidade de ideias, além de reforçar a liberdade do professor de ensinar e abordar o conhecimento científico de forma crítica.

    Das três comissões pelas quais passou, o projeto foi aprovado apenas na Comissão de Legislação, Justiça e Redação. No entanto, em vez de ser arquivado, o PL Escola Sem Partido foi considerado apto para seguir em votação no plenário.

    Devemos ficar atentos para acompanhar a votação do projeto e impedir que esse retrocesso seja aprovado pelos vereadores da bancada conservadora!

    Além de desrespeitar a LDB, o projeto criminaliza e intimida as professoras e professores que são comprometidos com a formação crítica de seus alunos. É uma proposta que impede a liberdade de expressão e os debates sobre questões sociais no ambiente escolar.

    Confira os principais ataques do Projeto Escola Sem Partido contra a qualidade da educação no vídeo abaixo:

  • 02 | 05 | 2018 - 16:24 Informe-se
    Lei da Mordaça passa por última comissão e será votada em Plenário

    Lei da Mordaça passa por última comissão e será votada em Plenário

    O Projeto Escola Sem Partido recebeu parecer desfavorável em duas comissões. Ainda não há data definida para votação

    Mesmo com o parecer desfavorável da Comissão de Serviço Público em relação ao projeto de lei Escola Sem Partido nesta quarta-feira (2), o PL ainda será votado pelo plenário da Câmara Municipal de Curitiba. A votação ainda não tem data definida.

    As comissões de Educação e de Legislação também foram responsáveis por analisar o projeto em novembro e dezembro de 2017. Durante as discussões, várias opiniões contrárias foram apresentadas para mostrar a ilegalidade da proposição, como o parecer da Secretaria Municipal de Educação (SME). A administração municipal declarou que o projeto não possui respaldo na atual política educacional do município. E ainda afirmou que a escola é um espaço de pluralidade de ideias, além de reforçar a liberdade do professor de ensinar e abordar o conhecimento científico de forma crítica.

    Das três comissões pelas quais passou, o projeto foi aprovado apenas na Comissão de Legislação, Justiça e Redação. No entanto, em vez de ser arquivado, o PL Escola Sem Partido foi considerado apto para seguir em votação no plenário.

    Devemos ficar atentos para acompanhar a votação do projeto e impedir que esse retrocesso seja aprovado pelos vereadores da bancada conservadora!

    Além de desrespeitar a LDB, o projeto criminaliza e intimida as professoras e professores que são comprometidos com a formação crítica de seus alunos. É uma proposta que impede a liberdade de expressão e os debates sobre questões sociais no ambiente escolar.

    Confira os principais ataques do Projeto Escola Sem Partido contra a qualidade da educação no vídeo abaixo:

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS