Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Magistério realiza ato para cobrar contratação e licenças no dia 11
    06 | 04 | 2018 - 15:05 Informe-se

    Magistério realiza ato para cobrar contratação e licenças no dia 11

    Categoria continua na pressão para cobrar da Prefeitura urgência na contratação de professores e liberação das licenças

    A direção do SISMMAC convoca as professoras e professores da rede municipal de Curitiba a se somarem ao ato da próxima-quarta (11), às 15h, no Edifício Delta, para cobrar a contratação de novos professores e a liberação das licenças-prêmio.

    Graças à pressão feita durante a semana, o magistério conseguiu arrancar uma reunião de negociação que a Prefeitura queria adiar para a segunda quinzena de abril, período em que os professores já deveriam estar usufruindo da licença-prêmio. Isso mostra, mais uma vez, que apenas por meio da pressão é possível dialogar com a essa gestão para exigir o que é nosso por direito! 

    A Prefeitura liberou a licença-prêmio apenas para os profissionais com mais de 20 anos de tempo de serviço ou que não necessitam de substituição. Além disso, a administração também não nomeou os 500 profissionais de docência I e ainda ameaça deixar o concurso de docência II caducar em abril sem ter chamado a lista de espera. Esse descaso provoca a falta de profissionais nas unidades e a sobrecarga das professoras e professores da rede que são pressionados a trabalhar sem as condições adequadas. 

    Resistência

    Nessa sexta-feira (6), a categoria participou da pressão para cobrar licença-prêmio e contratação no Edifício Delta.

    Inicialmente, a administração, que estava de portas trancadas, não iria nem nos receber, mas nossa insistência garantiu a presença da superintendente de Recursos Humanos, Luciana Varassin, para cobramos a liberação das licenças.

    A superintendente argumentou que a SMRH não poderia receber os professores da rede porque o secretário de RH estava participando de uma inauguração. Já vimos que essa parece ser a prioridade da gestão Greca, inaugurar equipamentos para fazer propaganda, mas sem ter condições de colocá-los em funcionamento justamente pela falta de contratação. 

    O SISMMAC também cobrou uma reunião para iniciar as negociações em relação às pautas prioritária e emergencial, que incluem todas as reivindicações do magistério por melhores condições de trabalho e valorização.

    Apesar do descaso da administração em ter nos "recebido" no corredor, nossa luta continua! Não deixe de participar do ato do dia 11, às 15h! Mobilize o seu local de trabalho para mostrar a realidade do chão da escola, cobrar a administração e mostrar a força do magistério na luta por nenhum direito a menos! Juntos somos mais fortes!

Imprimir
  • 06 | 04 | 2018 - 15:05 Informe-se
    Magistério realiza ato para cobrar contratação e licenças no dia 11

    Magistério realiza ato para cobrar contratação e licenças no dia 11

    Categoria continua na pressão para cobrar da Prefeitura urgência na contratação de professores e liberação das licenças

    A direção do SISMMAC convoca as professoras e professores da rede municipal de Curitiba a se somarem ao ato da próxima-quarta (11), às 15h, no Edifício Delta, para cobrar a contratação de novos professores e a liberação das licenças-prêmio.

    Graças à pressão feita durante a semana, o magistério conseguiu arrancar uma reunião de negociação que a Prefeitura queria adiar para a segunda quinzena de abril, período em que os professores já deveriam estar usufruindo da licença-prêmio. Isso mostra, mais uma vez, que apenas por meio da pressão é possível dialogar com a essa gestão para exigir o que é nosso por direito! 

    A Prefeitura liberou a licença-prêmio apenas para os profissionais com mais de 20 anos de tempo de serviço ou que não necessitam de substituição. Além disso, a administração também não nomeou os 500 profissionais de docência I e ainda ameaça deixar o concurso de docência II caducar em abril sem ter chamado a lista de espera. Esse descaso provoca a falta de profissionais nas unidades e a sobrecarga das professoras e professores da rede que são pressionados a trabalhar sem as condições adequadas. 

    Resistência

    Nessa sexta-feira (6), a categoria participou da pressão para cobrar licença-prêmio e contratação no Edifício Delta.

    Inicialmente, a administração, que estava de portas trancadas, não iria nem nos receber, mas nossa insistência garantiu a presença da superintendente de Recursos Humanos, Luciana Varassin, para cobramos a liberação das licenças.

    A superintendente argumentou que a SMRH não poderia receber os professores da rede porque o secretário de RH estava participando de uma inauguração. Já vimos que essa parece ser a prioridade da gestão Greca, inaugurar equipamentos para fazer propaganda, mas sem ter condições de colocá-los em funcionamento justamente pela falta de contratação. 

    O SISMMAC também cobrou uma reunião para iniciar as negociações em relação às pautas prioritária e emergencial, que incluem todas as reivindicações do magistério por melhores condições de trabalho e valorização.

    Apesar do descaso da administração em ter nos "recebido" no corredor, nossa luta continua! Não deixe de participar do ato do dia 11, às 15h! Mobilize o seu local de trabalho para mostrar a realidade do chão da escola, cobrar a administração e mostrar a força do magistério na luta por nenhum direito a menos! Juntos somos mais fortes!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS