Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Eleição de diretores acontece no sufoco
    07 | 12 | 2017 - 16:09 Informe-se

    Eleição de diretores acontece no sufoco

    Atraso promovido pela gestão Greca prejudicou debate de qualidade nas escolas

    A administração de Rafael Greca fez de tudo para ameaçar o princípio básico de gestão democrática nas escolas. Todo o processo da eleição de diretores das escolas municipais foi bastante conturbado. E ainda não acabou! A partir de agora, todos os pedidos de impugnação que chegaram até às mesas eleitorais serão analisados pela comissão. O resultado final sai no dia 11 de dezembro.

    Essa confusão toda se deu principalmente porque a Prefeitura fez questão de aprovar alterações na lei 14.528/2014, sem as mudanças que foram definidas depois de ampla discussão na comissão formada para rever essa legislação.

    O atraso da administração no envio do projeto de lei à Câmara também contribuiu para que todas as etapas acontecessem de forma atropelada. O resultado disso foi um grande prejuízo do exercício da democracia nas escolas.As prioridades da gestão Greca dificultaram que candidatos e eleitores pudessem conversar francamente, discutir as necessidades coletivas das unidades e traçar ações de luta conjunta para cobrar melhorias na qualidade da educação pública de Curitiba.

    Para além disso, tanto candidatos quanto a própria comunidade escolar estavam bastante confusos durante todo o período eleitoral. Desde a inscrição das chapas até o resultado da votação.

    Em eleições anteriores, os candidatos tinham mais de 15 dias para fazer campanha.Este ano, muitos professores tiveram menos de uma semana para apresentar suas propostas para a comunidade.

    Mas, encerrado o processo, vocês, professoras e professores que foram eleitos por colegas, alunos e pais têm uma escolha importante a fazer: seguir firme na luta em defesa de direitos duramente conquistados pela nossa categoria e se apoiar na comunidade que os elegeu ou abaixar a cabeça para os ataques da Prefeitura.

    Matéria publicada na edição de dezembro do jornal Diário de Classe
Imprimir
  • 07 | 12 | 2017 - 16:09 Informe-se
    Eleição de diretores acontece no sufoco

    Eleição de diretores acontece no sufoco

    Atraso promovido pela gestão Greca prejudicou debate de qualidade nas escolas

    A administração de Rafael Greca fez de tudo para ameaçar o princípio básico de gestão democrática nas escolas. Todo o processo da eleição de diretores das escolas municipais foi bastante conturbado. E ainda não acabou! A partir de agora, todos os pedidos de impugnação que chegaram até às mesas eleitorais serão analisados pela comissão. O resultado final sai no dia 11 de dezembro.

    Essa confusão toda se deu principalmente porque a Prefeitura fez questão de aprovar alterações na lei 14.528/2014, sem as mudanças que foram definidas depois de ampla discussão na comissão formada para rever essa legislação.

    O atraso da administração no envio do projeto de lei à Câmara também contribuiu para que todas as etapas acontecessem de forma atropelada. O resultado disso foi um grande prejuízo do exercício da democracia nas escolas.As prioridades da gestão Greca dificultaram que candidatos e eleitores pudessem conversar francamente, discutir as necessidades coletivas das unidades e traçar ações de luta conjunta para cobrar melhorias na qualidade da educação pública de Curitiba.

    Para além disso, tanto candidatos quanto a própria comunidade escolar estavam bastante confusos durante todo o período eleitoral. Desde a inscrição das chapas até o resultado da votação.

    Em eleições anteriores, os candidatos tinham mais de 15 dias para fazer campanha.Este ano, muitos professores tiveram menos de uma semana para apresentar suas propostas para a comunidade.

    Mas, encerrado o processo, vocês, professoras e professores que foram eleitos por colegas, alunos e pais têm uma escolha importante a fazer: seguir firme na luta em defesa de direitos duramente conquistados pela nossa categoria e se apoiar na comunidade que os elegeu ou abaixar a cabeça para os ataques da Prefeitura.

    Matéria publicada na edição de dezembro do jornal Diário de Classe

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS