Sismac

Notícias | Informe-se!

Imprimir
  • Sem negociação, greve continua pela retirada do pacotaço
    14 | 06 | 2017 - 18:25 Aposentadoria

    Sem negociação, greve continua pela retirada do pacotaço

    Para fortalecer a greve, servidores panfletam na Boca Maldita e visitam locais de trabalho na segunda-feira (19)

    Os servidores municipais começaram firmes o terceiro dia de greve nesta quarta-feira (14). O ato, que teve início em frente à Câmara Municipal, percorreu o centro da cidade até a Prefeitura e mostrou que os trabalhadores não estão dispostos a aceitar a retirada de direitos.

    Com a reunião marcada para o início da tarde de hoje (14), a Prefeitura e a Câmara dos Vereadores quiseram dar a falsa sensação de diálogo com os servidores municipais. Mas não houve nenhum avanço no encontro desta tarde.

    Com 15 mil assinaturas, abaixo-assinado é entregue à Prefeitura

    O nosso abaixo-assinado, com mais de 15 mil assinaturas, foi entregue à Prefeitura nesta quarta-feira (14), durante reunião com o secretário de governo.
    Leia a notícia completa
    A reunião começou com uma hora de atraso e evidenciou o descaso da administração com os servidores em greve. Além disso, o secretário de governo, Luiz Jamur, também mostrou seu desrespeito ao só receber o nosso abaixo-assinado após ser protocolado no térreo da Prefeitura.

    Apesar da sugestão do Ministério Público de retirar o regime de urgência, os vereadores da base do prefeito se recusaram a negociar e vão tentar votar o pacotaço na próxima semana.

    Em nota publicada pela Prefeitura após a reunião, o secretário de governo afirma que os direitos dos servidores serão mantidos. É uma mentira. Além de quebrar o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), o pacotaço congela salários e planos de carreira, acaba com a isonomia entre os servidores, entre outros ataques trabalhistas.

    Na nota, a administração municipal também afirma que foram realizadas 44 reuniões com os sindicatos desde que a gestão de Rafael Greca assumiu o mandato. Essas reuniões, entretanto, não tiveram qualquer encaminhamento concreto que atendesse as reivindicações do magistério.

    Durante a reunião, os sindicatos cobraram novamente que o pacotaço fosse retirado da tramitação e retornasse para análise da Prefeitura.

    Programação da semana que vem

    A assembleia que ocorreu no final da tarde também organizou a continuidade da luta contra o pacotaço. O comando de greve se reuniu e irá percorrer locais de trabalhado das 10 regionais de Curitiba na segunda-feira (19). O esforço é chamar os colegas que ainda não se deram conta da retirada de direitos imposta pela administração Greca.

    Se você quer se somar ao comando de greve da sua regional, entre em contato com a direção do SISMMAC e participe!

    Panfletagem

    Além das atividades do comando de greve, outra ação importante foi definida na assembleia.

    No dia 19, também faremos uma panfletagem na Boca Maldita em dois momentos, às 9h e às 14h.

    Nossa mobilização conseguiu adiar a votação, mas a luta continua! Venha fazer parte dessa luta. Seguimos firmes e em greve pela retirada do pacotaço!

Imprimir
  • 14 | 06 | 2017 - 18:25 Aposentadoria
    Sem negociação, greve continua pela retirada do pacotaço

    Sem negociação, greve continua pela retirada do pacotaço

    Para fortalecer a greve, servidores panfletam na Boca Maldita e visitam locais de trabalho na segunda-feira (19)

    Os servidores municipais começaram firmes o terceiro dia de greve nesta quarta-feira (14). O ato, que teve início em frente à Câmara Municipal, percorreu o centro da cidade até a Prefeitura e mostrou que os trabalhadores não estão dispostos a aceitar a retirada de direitos.

    Com a reunião marcada para o início da tarde de hoje (14), a Prefeitura e a Câmara dos Vereadores quiseram dar a falsa sensação de diálogo com os servidores municipais. Mas não houve nenhum avanço no encontro desta tarde.

    Com 15 mil assinaturas, abaixo-assinado é entregue à Prefeitura

    O nosso abaixo-assinado, com mais de 15 mil assinaturas, foi entregue à Prefeitura nesta quarta-feira (14), durante reunião com o secretário de governo.
    Leia a notícia completa
    A reunião começou com uma hora de atraso e evidenciou o descaso da administração com os servidores em greve. Além disso, o secretário de governo, Luiz Jamur, também mostrou seu desrespeito ao só receber o nosso abaixo-assinado após ser protocolado no térreo da Prefeitura.

    Apesar da sugestão do Ministério Público de retirar o regime de urgência, os vereadores da base do prefeito se recusaram a negociar e vão tentar votar o pacotaço na próxima semana.

    Em nota publicada pela Prefeitura após a reunião, o secretário de governo afirma que os direitos dos servidores serão mantidos. É uma mentira. Além de quebrar o Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC), o pacotaço congela salários e planos de carreira, acaba com a isonomia entre os servidores, entre outros ataques trabalhistas.

    Na nota, a administração municipal também afirma que foram realizadas 44 reuniões com os sindicatos desde que a gestão de Rafael Greca assumiu o mandato. Essas reuniões, entretanto, não tiveram qualquer encaminhamento concreto que atendesse as reivindicações do magistério.

    Durante a reunião, os sindicatos cobraram novamente que o pacotaço fosse retirado da tramitação e retornasse para análise da Prefeitura.

    Programação da semana que vem

    A assembleia que ocorreu no final da tarde também organizou a continuidade da luta contra o pacotaço. O comando de greve se reuniu e irá percorrer locais de trabalhado das 10 regionais de Curitiba na segunda-feira (19). O esforço é chamar os colegas que ainda não se deram conta da retirada de direitos imposta pela administração Greca.

    Se você quer se somar ao comando de greve da sua regional, entre em contato com a direção do SISMMAC e participe!

    Panfletagem

    Além das atividades do comando de greve, outra ação importante foi definida na assembleia.

    No dia 19, também faremos uma panfletagem na Boca Maldita em dois momentos, às 9h e às 14h.

    Nossa mobilização conseguiu adiar a votação, mas a luta continua! Venha fazer parte dessa luta. Seguimos firmes e em greve pela retirada do pacotaço!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS