Sismac

Notícias | Negociação

Imprimir
  • Tire suas dúvidas em relação ao e-social e seu preenchimento
    25 | 09 | 2018 - 11:55 Mobilização

    Tire suas dúvidas em relação ao e-social e seu preenchimento

    As direções do SISMMAC e do SISMUC se reuniram para orientar os servidores municipais quanto ao e-social. Confira!

    A questão do preenchimento do cadastro do e-social e, consequentemente, a revisão do pagamento do auxílio-transporte ainda têm gerado muitas dúvidas para os servidores municipais. A Prefeitura também colabora com o caos ao ameaçar suspender o pagamento do salários dos trabalhadores, o que é um absurdo!

    Por isso, as direções do SISMMAC e do SISMUC produziram um vídeo respondendo algumas das principais dúvidas dos servidores municipais. Confira!

    1) Por que não preencher o e-social nesse momento?

    Porque a Prefeitura vinculou o e-social ao auxilio-transporte. E isso não consta nas normas do governo federal para preenchimento do e-social. A própria Prefeitura admite isso.

    2) Por que não devemos ter pressa?

    Porque o calendário federal estabelece até final do primeiro semestre de 2019 para os servidores públicos. E não estabelece nenhuma punição para quem não cumprir o prazo.

    A própria Prefeitura coloca no decreto, em seu artigo 4: quem não preencher até o dia 5 de outubro será notificado e terá 20 dias para preenchimento.

    3) Por que o pagamento em créditos no cartão transporte é ruim?

    Porque representa redução salarial.

    Fato: quem utiliza o auxílio-transporte para combustível terá uma redução média de R$250 em seu salário, que já está congelado há mais de 30 meses.

    4) O que os sindicatos vão fazer?

    Juridicamente: estamos nos cercando juridicamente para que a Prefeitura não tenha chances de cumprir sua ameaça inconstitucional de retenção salarial.

    Politicamente: exigimos uma reunião para o dia 26 de setembro para resolver dois pontos nesse momento:

    1- Desvinculação do e-social do auxílio transporte.

    2- Acesso imediato e irrestrito ao contracheque.

    5) E nós, trabalhadores do serviço público, o que fazemos?

    Não preenchemos e nos organizamos para resistir a mais essa perda salarial. Não à transformação do auxílio-transporte em cartão transporte.

    Pela revogação da lei que altera a forma de pagamento do nosso auxílio-transporte!

    Pela revogação do pacotaço!

  • 25 | 09 | 2018 - 11:55 Mobilização
    Tire suas dúvidas em relação ao e-social e seu preenchimento

    Tire suas dúvidas em relação ao e-social e seu preenchimento

    As direções do SISMMAC e do SISMUC se reuniram para orientar os servidores municipais quanto ao e-social. Confira!

    A questão do preenchimento do cadastro do e-social e, consequentemente, a revisão do pagamento do auxílio-transporte ainda têm gerado muitas dúvidas para os servidores municipais. A Prefeitura também colabora com o caos ao ameaçar suspender o pagamento do salários dos trabalhadores, o que é um absurdo!

    Por isso, as direções do SISMMAC e do SISMUC produziram um vídeo respondendo algumas das principais dúvidas dos servidores municipais. Confira!

    1) Por que não preencher o e-social nesse momento?

    Porque a Prefeitura vinculou o e-social ao auxilio-transporte. E isso não consta nas normas do governo federal para preenchimento do e-social. A própria Prefeitura admite isso.

    2) Por que não devemos ter pressa?

    Porque o calendário federal estabelece até final do primeiro semestre de 2019 para os servidores públicos. E não estabelece nenhuma punição para quem não cumprir o prazo.

    A própria Prefeitura coloca no decreto, em seu artigo 4: quem não preencher até o dia 5 de outubro será notificado e terá 20 dias para preenchimento.

    3) Por que o pagamento em créditos no cartão transporte é ruim?

    Porque representa redução salarial.

    Fato: quem utiliza o auxílio-transporte para combustível terá uma redução média de R$250 em seu salário, que já está congelado há mais de 30 meses.

    4) O que os sindicatos vão fazer?

    Juridicamente: estamos nos cercando juridicamente para que a Prefeitura não tenha chances de cumprir sua ameaça inconstitucional de retenção salarial.

    Politicamente: exigimos uma reunião para o dia 26 de setembro para resolver dois pontos nesse momento:

    1- Desvinculação do e-social do auxílio transporte.

    2- Acesso imediato e irrestrito ao contracheque.

    5) E nós, trabalhadores do serviço público, o que fazemos?

    Não preenchemos e nos organizamos para resistir a mais essa perda salarial. Não à transformação do auxílio-transporte em cartão transporte.

    Pela revogação da lei que altera a forma de pagamento do nosso auxílio-transporte!

    Pela revogação do pacotaço!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS