Sismac

Notícias | Negociação

Imprimir
  • Prefeitura volta a atrasar pagamento dos aportes ao IPMC
    07 | 12 | 2016 - 16:40 Legislação

    Prefeitura volta a atrasar pagamento dos aportes ao IPMC

    Gestão Fruet está há três meses sem realizar aportes ao IPMC. Débito já é superior a R$ 90 milhões

    O Conselho de Administração do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) se reuniu na manhã desta quarta-feira (7) para discutir a falta de repasse financeiro da administração municipal para o Instituto nos últimos três meses.

    A Prefeitura não realizou os aportes, previstos na Lei 12.821/2008, dos meses de setembro, outubro e novembro. Isso soma um montante de mais de R$ 90 milhões de dívida da gestão de Gustavo Fruet com o Instituto. Confira a ata da reunião em breve.

    Parcelamento
    Como bem sabemos, essa história não é de hoje. O prefeito já possui uma dívida com a previdência dos servidores - devido a nove meses de inadimplência, de agosto de 2015 a abril de 2016 -, que começou a ser paga em outubro. Até o momento, foram pagos apenas R$ 7,7 milhões, R$ 3,8 milhões em outubro e R$ 3,9 milhões em novembro.

    O total da dívida atualizada ficou em R$ 233 milhões, com os valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o acréscimo de 6%, como determina a lei. O valor inicial da dívida era de R$ 212 milhões.

    A Câmara Municipal aprovou o parcelamento em 60 vezes da dívida da Prefeitura no início de agosto deste ano, à revelia do conjunto dos servidores municipais de Curitiba. Os trabalhadores do município reivindicavam que o montante total da dívida fosse quitado até o final do mandato de Fruet.

    Ao mesmo tempo que paga um débito com o IPMC e alardeia que não deixará a Prefeitura no vermelho, o prefeito Gustavo Fruet adquire uma nova dívida com o Instituto ao não realizar os aportes previstos em lei.

    Por isso, os servidores municipais de Curitiba estão em alerta! Fruet já deu o calote no funcionalismo público uma vez, com o aval dos vereadores do município. Por isso, estamos de olhos bem abertos para as possíveis manobras que podem ser utilizadas pelo atual prefeito.

Imprimir
  • 07 | 12 | 2016 - 16:40 Legislação
    Prefeitura volta a atrasar pagamento dos aportes ao IPMC

    Prefeitura volta a atrasar pagamento dos aportes ao IPMC

    Gestão Fruet está há três meses sem realizar aportes ao IPMC. Débito já é superior a R$ 90 milhões

    O Conselho de Administração do Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Curitiba (IPMC) se reuniu na manhã desta quarta-feira (7) para discutir a falta de repasse financeiro da administração municipal para o Instituto nos últimos três meses.

    A Prefeitura não realizou os aportes, previstos na Lei 12.821/2008, dos meses de setembro, outubro e novembro. Isso soma um montante de mais de R$ 90 milhões de dívida da gestão de Gustavo Fruet com o Instituto. Confira a ata da reunião em breve.

    Parcelamento
    Como bem sabemos, essa história não é de hoje. O prefeito já possui uma dívida com a previdência dos servidores - devido a nove meses de inadimplência, de agosto de 2015 a abril de 2016 -, que começou a ser paga em outubro. Até o momento, foram pagos apenas R$ 7,7 milhões, R$ 3,8 milhões em outubro e R$ 3,9 milhões em novembro.

    O total da dívida atualizada ficou em R$ 233 milhões, com os valores corrigidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e o acréscimo de 6%, como determina a lei. O valor inicial da dívida era de R$ 212 milhões.

    A Câmara Municipal aprovou o parcelamento em 60 vezes da dívida da Prefeitura no início de agosto deste ano, à revelia do conjunto dos servidores municipais de Curitiba. Os trabalhadores do município reivindicavam que o montante total da dívida fosse quitado até o final do mandato de Fruet.

    Ao mesmo tempo que paga um débito com o IPMC e alardeia que não deixará a Prefeitura no vermelho, o prefeito Gustavo Fruet adquire uma nova dívida com o Instituto ao não realizar os aportes previstos em lei.

    Por isso, os servidores municipais de Curitiba estão em alerta! Fruet já deu o calote no funcionalismo público uma vez, com o aval dos vereadores do município. Por isso, estamos de olhos bem abertos para as possíveis manobras que podem ser utilizadas pelo atual prefeito.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS