Sismac

Notícias | Mobilização

Imprimir
  • O magistério acredita na luta!
    12 | 07 | 2018 - 17:00 Mobilização

    O magistério acredita na luta!

    Veja o balanço das lutas e mobilizações realizadas pelo magistério no 1º semestre, publicado no jornal Diário de Classe

    Após um ano de aprovação do pacotaço, o desmonte do serviço público da cidade avança. Escolas funcionam há pelo menos 523 dias com a falta de mais de 1.000 professores, Plano de Carreira e salários estão congelados há dois anos, o CuritibaPREV foi criado e ameaça a integridade do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Curitiba (IPMC) e as mesas de negociação não apresentam avanços por parte da administração.

    Isso porque a gestão Greca é autoritária e governa para os ricos.

    No entanto, o magistério municipal não abaixou a cabeça e foi à luta, denunciando os ataques aos direitos sociais dos demais trabalhadores da cidade nesse primeiro semestre de 2018!

    A categoria realizou muitas ações de denúncias dos problemas que passamos para a comunidade trabalhadora da cidade, tanto nos locais de trabalho como em pontos importantes de Curitiba e em atos por representação.

    Vamos relembrar a nossa trajetória nesse ano e juntar energias para voltar com gás total no próximo semestre!

    14 DE FEVEREIRO - Filme “Firmes, Professores!”

    O documentário relata as intensas lutas travadas pelas professoras e professores municipais em 2017 contra a aprovação do pacotaço.

    03 MARÇO - Pautas de Reivindicação

    O magistério aprovou em assembleia as Pautas de Reivindicação Prioritária e Emergencial.

    5 a 9 DE MARÇO - Semana de panfletagem

    Categoria faz panfletagem nas escolas, terminais, praças e outros pontos de grande circulação de pessoas em Curitiba para denunciar os ataques da administração municipal.

    26 DE MARÇO - Protesto no Parque Barigui

    A categoria marca presença no evento de comemoração do aniversário de Curitiba

    11 DE ABRIL - Pressão do magistério

    Graças à pressão da categoria que estava presente durante a reunião com a Secretaria Municipal de Recursos Humanos (SMRH), a administração se comprometeu a revisar as solicitações de licença-prêmio indeferidas.

    14 DE MAIO - Lançamento do Congelômetro

    O Congelômetro calcula as perdas sofridas pelas professoras e professores da rede devido ao congelamento da data-base e do Plano de Carreira da categoria.

    30 DE MAIO - Protesto contra o congelamento da carreira

    Professoras e professores municipais protestam contra o congelamento da valorização, do Plano de Carreira, da Data-base e contratações.

    12 DE JUNHO - Mutirão de denúncias sobre a inclusão

    O mutirão chamou a atenção para a falta de profissionais especializados e para os estagiários que passaram a realizar o apoio à inclusão.

    18 DE JUNHO - Suspensão do Projeto Escola Sem Partido

    Justiça suspende a tramitação do Projeto Escola Sem Partido na Câmara Municipal de Curitiba.A petição, articulada pela direção do SISMMAC e alguns vereadores, foi feita pelos advogados do departamento jurídico do Sindicato.

    23 A 29 DE JUNHO - Semana Pedagógica do SISMMAC

    O SISMMAC promoveu uma série de debates e oficinas para contribuir com a formação e reflexão sobre a prática docente e sobre a realidade da educação pública em Curitiba.

    26 DE JUNHO - Um ano de pacotaço

    Magistério realizou um ato em frente à Câmara Municipal denunciando as consequências do pacotaço de ajuste fiscal.

    Matéria publicada na edição de julho do jornal Diário de Classe
  • 12 | 07 | 2018 - 17:00 Mobilização
    O magistério acredita na luta!

    O magistério acredita na luta!

    Veja o balanço das lutas e mobilizações realizadas pelo magistério no 1º semestre, publicado no jornal Diário de Classe

    Após um ano de aprovação do pacotaço, o desmonte do serviço público da cidade avança. Escolas funcionam há pelo menos 523 dias com a falta de mais de 1.000 professores, Plano de Carreira e salários estão congelados há dois anos, o CuritibaPREV foi criado e ameaça a integridade do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Curitiba (IPMC) e as mesas de negociação não apresentam avanços por parte da administração.

    Isso porque a gestão Greca é autoritária e governa para os ricos.

    No entanto, o magistério municipal não abaixou a cabeça e foi à luta, denunciando os ataques aos direitos sociais dos demais trabalhadores da cidade nesse primeiro semestre de 2018!

    A categoria realizou muitas ações de denúncias dos problemas que passamos para a comunidade trabalhadora da cidade, tanto nos locais de trabalho como em pontos importantes de Curitiba e em atos por representação.

    Vamos relembrar a nossa trajetória nesse ano e juntar energias para voltar com gás total no próximo semestre!

    14 DE FEVEREIRO - Filme “Firmes, Professores!”

    O documentário relata as intensas lutas travadas pelas professoras e professores municipais em 2017 contra a aprovação do pacotaço.

    03 MARÇO - Pautas de Reivindicação

    O magistério aprovou em assembleia as Pautas de Reivindicação Prioritária e Emergencial.

    5 a 9 DE MARÇO - Semana de panfletagem

    Categoria faz panfletagem nas escolas, terminais, praças e outros pontos de grande circulação de pessoas em Curitiba para denunciar os ataques da administração municipal.

    26 DE MARÇO - Protesto no Parque Barigui

    A categoria marca presença no evento de comemoração do aniversário de Curitiba

    11 DE ABRIL - Pressão do magistério

    Graças à pressão da categoria que estava presente durante a reunião com a Secretaria Municipal de Recursos Humanos (SMRH), a administração se comprometeu a revisar as solicitações de licença-prêmio indeferidas.

    14 DE MAIO - Lançamento do Congelômetro

    O Congelômetro calcula as perdas sofridas pelas professoras e professores da rede devido ao congelamento da data-base e do Plano de Carreira da categoria.

    30 DE MAIO - Protesto contra o congelamento da carreira

    Professoras e professores municipais protestam contra o congelamento da valorização, do Plano de Carreira, da Data-base e contratações.

    12 DE JUNHO - Mutirão de denúncias sobre a inclusão

    O mutirão chamou a atenção para a falta de profissionais especializados e para os estagiários que passaram a realizar o apoio à inclusão.

    18 DE JUNHO - Suspensão do Projeto Escola Sem Partido

    Justiça suspende a tramitação do Projeto Escola Sem Partido na Câmara Municipal de Curitiba.A petição, articulada pela direção do SISMMAC e alguns vereadores, foi feita pelos advogados do departamento jurídico do Sindicato.

    23 A 29 DE JUNHO - Semana Pedagógica do SISMMAC

    O SISMMAC promoveu uma série de debates e oficinas para contribuir com a formação e reflexão sobre a prática docente e sobre a realidade da educação pública em Curitiba.

    26 DE JUNHO - Um ano de pacotaço

    Magistério realizou um ato em frente à Câmara Municipal denunciando as consequências do pacotaço de ajuste fiscal.

    Matéria publicada na edição de julho do jornal Diário de Classe

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS