Sismac

Notícias | Mobilização

Imprimir
  • Servidores de Porto Alegre enfrentam truculência policial
    Fonte: Guilherme Santos / Sul Vinte Um
    12 | 07 | 2018 - 12:00 Mobilização

    Servidores de Porto Alegre enfrentam truculência policial

    Trabalhadores lutam contra ataques do governo Marchezan ao plano de carreira e à aposentadoria

    Os servidores municipais de Porto Alegre enfrentam uma onda de ataques do governo Marchezan. O prefeito, do PSDB, fez uma manobra e garantiu que projetos que atacam o plano de carreira e a aposentadoria dos trabalhadores do município voltassem para a tramitação com regime de urgência.

    Para protestar contra a retirada de direitos, nessa quarta-feira (11), os trabalhadores do município foram até a Câmara Municipal. Entretanto, foram recebidos com a truculência da Polícia Militar.

    O cenário instaurado na capital gaúcha foi bastante semelhante ao que vivenciamos aqui em Curitiba nas vésperas da aprovação do pacotaço. Spray de pimenta, gás lacrimogêneo e cassetetes foram usados contra os servidores em luta. Quatro servidores foram feridos e uma servidora foi presa.

    Na manhã desta quinta-feira (12), os trabalhadores retornaram à Câmara Municipal. A Justiça definiu que a sessão da Câmara seja aberta ao público, como prevê a lei.

    O SISMMAC repudia veementemente a ação truculenta da PM a mando da gestão Marchezan e se solidariza à luta dos servidores municipais de Porto Alegre. Juntos somos mais fortes contra a retirada de direitos!

  • 12 | 07 | 2018 - 12:00 Mobilização
    Servidores de Porto Alegre enfrentam truculência policial
    Fonte: Guilherme Santos / Sul Vinte Um

    Servidores de Porto Alegre enfrentam truculência policial

    Trabalhadores lutam contra ataques do governo Marchezan ao plano de carreira e à aposentadoria

    Os servidores municipais de Porto Alegre enfrentam uma onda de ataques do governo Marchezan. O prefeito, do PSDB, fez uma manobra e garantiu que projetos que atacam o plano de carreira e a aposentadoria dos trabalhadores do município voltassem para a tramitação com regime de urgência.

    Para protestar contra a retirada de direitos, nessa quarta-feira (11), os trabalhadores do município foram até a Câmara Municipal. Entretanto, foram recebidos com a truculência da Polícia Militar.

    O cenário instaurado na capital gaúcha foi bastante semelhante ao que vivenciamos aqui em Curitiba nas vésperas da aprovação do pacotaço. Spray de pimenta, gás lacrimogêneo e cassetetes foram usados contra os servidores em luta. Quatro servidores foram feridos e uma servidora foi presa.

    Na manhã desta quinta-feira (12), os trabalhadores retornaram à Câmara Municipal. A Justiça definiu que a sessão da Câmara seja aberta ao público, como prevê a lei.

    O SISMMAC repudia veementemente a ação truculenta da PM a mando da gestão Marchezan e se solidariza à luta dos servidores municipais de Porto Alegre. Juntos somos mais fortes contra a retirada de direitos!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS