Sismac

Notícias | Saúde

Imprimir
  • Administração do ICS quer cobrar multa de quem faltar a consulta
    16 | 07 | 2016 - 15:50 Saúde

    Administração do ICS quer cobrar multa de quem faltar a consulta

    Ao invés de cobrar repasses ilegalmente cortados pela Prefeitura, Conselho de Administração estuda cobrança de multa
    O Conselho de Administração do Instituto Curitiba de Saúde (ICS) ainda não decidiu o que fazer para reverter o corte dos repasses. Em junho, a Prefeitura deixou de fazer o repasse sobre toda a folha de pagamento, retirando do cálculo os servidores que se descredenciaram do ICS nos últimos três anos.

    O assunto foi evitado na reunião do Conselho de Administração realizada na última quinta-feira (14). Ao invés de cobrar o que a Prefeitura deixou de repassar ilegalmente ao ICS, a administração do Instituto vem analisando outras formas de aumentar a entrada de recursos. A principal medida em estudo é a cobrança de uma multa de 30% do valor da consulta para os servidores que faltam aos agendamentos. Segundo dados do ICS, as faltas correspondem a 8,8% do total de consultas agendadas na rede credenciada.

    Em reuniões anteriores também foram apresentados estudos para aumento da alíquota paga pelos servidores. Uma das propostas é igualar o percentual pago pela administração e pelos trabalhadores em 4,04%. Hoje, os servidores contribuem com 3,14% e a Prefeitura com 3,65%.

    A direção do SISMMAC vem acompanhando as reuniões. Além de cobrar o pagamento de todos os repasses que a Prefeitura deve ao ICS, o Sindicato também reivindica que qualquer alteração no funcionamento do Instituto seja debatido amplamente com os servidores antes.

    Temos que nos manter atentos em defesa do nosso direito à assistência de qualidade à saúde. Essas propostas de alteração serão debatidas nas próximas reuniões do Conselho de Representantes do SISMMAC!

    Convênio com o Hospital Santa Casa


    A reunião do Conselho de Administração também analisou o convênio com o Hospital Santa Casa. Além do atendimento na rede credenciada, esse convênio também é uma fonte de contratação terceirizada de trabalhadores para o ICS. Entretanto, a Santa Casa vem reduzindo o número de funcionários e já demitiu 48 dos 248 trabalhadores contratos para atuar no ICS.

    O contrato vence no final de julho e administração da Santa Casa apresentou uma proposta de renovação por três meses, com regras que amarrariam os encaminhamentos do ICS prioritariamente para esse Hospital. A renovação do contrato será votada na próxima reunião do Conselho de Administração.

    O SISMMAC defende que, ao invés de optar pela contratação terceirizada através da Santa Casa, a Prefeitura deveria contratar servidores através de concurso público. Temos que ficar de olho para garantir que qualquer negociação para renovação desse contrato seja transparente e com garantia de melhoria na qualidade dos serviços!
Imprimir
  • 16 | 07 | 2016 - 15:50 Saúde
    Administração do ICS quer cobrar multa de quem faltar a consulta

    Administração do ICS quer cobrar multa de quem faltar a consulta

    Ao invés de cobrar repasses ilegalmente cortados pela Prefeitura, Conselho de Administração estuda cobrança de multa
    O Conselho de Administração do Instituto Curitiba de Saúde (ICS) ainda não decidiu o que fazer para reverter o corte dos repasses. Em junho, a Prefeitura deixou de fazer o repasse sobre toda a folha de pagamento, retirando do cálculo os servidores que se descredenciaram do ICS nos últimos três anos.

    O assunto foi evitado na reunião do Conselho de Administração realizada na última quinta-feira (14). Ao invés de cobrar o que a Prefeitura deixou de repassar ilegalmente ao ICS, a administração do Instituto vem analisando outras formas de aumentar a entrada de recursos. A principal medida em estudo é a cobrança de uma multa de 30% do valor da consulta para os servidores que faltam aos agendamentos. Segundo dados do ICS, as faltas correspondem a 8,8% do total de consultas agendadas na rede credenciada.

    Em reuniões anteriores também foram apresentados estudos para aumento da alíquota paga pelos servidores. Uma das propostas é igualar o percentual pago pela administração e pelos trabalhadores em 4,04%. Hoje, os servidores contribuem com 3,14% e a Prefeitura com 3,65%.

    A direção do SISMMAC vem acompanhando as reuniões. Além de cobrar o pagamento de todos os repasses que a Prefeitura deve ao ICS, o Sindicato também reivindica que qualquer alteração no funcionamento do Instituto seja debatido amplamente com os servidores antes.

    Temos que nos manter atentos em defesa do nosso direito à assistência de qualidade à saúde. Essas propostas de alteração serão debatidas nas próximas reuniões do Conselho de Representantes do SISMMAC!

    Convênio com o Hospital Santa Casa


    A reunião do Conselho de Administração também analisou o convênio com o Hospital Santa Casa. Além do atendimento na rede credenciada, esse convênio também é uma fonte de contratação terceirizada de trabalhadores para o ICS. Entretanto, a Santa Casa vem reduzindo o número de funcionários e já demitiu 48 dos 248 trabalhadores contratos para atuar no ICS.

    O contrato vence no final de julho e administração da Santa Casa apresentou uma proposta de renovação por três meses, com regras que amarrariam os encaminhamentos do ICS prioritariamente para esse Hospital. A renovação do contrato será votada na próxima reunião do Conselho de Administração.

    O SISMMAC defende que, ao invés de optar pela contratação terceirizada através da Santa Casa, a Prefeitura deveria contratar servidores através de concurso público. Temos que ficar de olho para garantir que qualquer negociação para renovação desse contrato seja transparente e com garantia de melhoria na qualidade dos serviços!

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS