Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • Nota de solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil
    15 | 03 | 2019 - 16:20 Além dos muros da escola

    Nota de solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil

    Nossa luta pela transformação desta sociedade adoecida se faz cada vez mais necessária
    O SISMMAC e o SISMUC manifestam solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil, localizada na cidade de Suzano, vítima de um atentado que deixou 10 mortos e 23 feridos. O massacre, que ocorreu na última quarta-feira (13), tirou a vida de sete alunos e uma trabalhadora da unidade, além dos dois atiradores – que cometeram suicídio após o crime. Esse é um momento de profunda tristeza e a comunidade escolar necessita de suporte emocional.

    Enquanto representantes dos servidores municipais de Curitiba repudiamos ações violentas contra minorias sociais, como parece ser o caso do crime. E é nesses momentos que a nossa luta por uma sociedade igualitária e livre da exploração do homem pelo homem se faz ainda mais necessária.

    Vivemos em um mundo que está cada vez mais adoecido. É possível que enfrentemos mais situações trágicas como esta, como a que ocorreu em Suzano, enquanto nossa sociedade promover desigualdade, machismo, racismo, LGBTfobia e uma cultura de ódio e violência. Por isso, seguimos firmes na luta pela transformação da sociedade e pela emancipação humana.
  • 15 | 03 | 2019 - 16:20 Além dos muros da escola
    Nota de solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil

    Nota de solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil

    Nossa luta pela transformação desta sociedade adoecida se faz cada vez mais necessária
    O SISMMAC e o SISMUC manifestam solidariedade à comunidade da Escola Estadual Raul Brasil, localizada na cidade de Suzano, vítima de um atentado que deixou 10 mortos e 23 feridos. O massacre, que ocorreu na última quarta-feira (13), tirou a vida de sete alunos e uma trabalhadora da unidade, além dos dois atiradores – que cometeram suicídio após o crime. Esse é um momento de profunda tristeza e a comunidade escolar necessita de suporte emocional.

    Enquanto representantes dos servidores municipais de Curitiba repudiamos ações violentas contra minorias sociais, como parece ser o caso do crime. E é nesses momentos que a nossa luta por uma sociedade igualitária e livre da exploração do homem pelo homem se faz ainda mais necessária.

    Vivemos em um mundo que está cada vez mais adoecido. É possível que enfrentemos mais situações trágicas como esta, como a que ocorreu em Suzano, enquanto nossa sociedade promover desigualdade, machismo, racismo, LGBTfobia e uma cultura de ódio e violência. Por isso, seguimos firmes na luta pela transformação da sociedade e pela emancipação humana.

Rua Nunes Machado, 1644, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS