Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • Eleições do Sismuc não terminam por falta de quórum
    12 | 07 | 2018 - 16:16 Além dos muros da escola

    Eleições do Sismuc não terminam por falta de quórum

    Baixa participação nas eleições confirma necessidade de fortalecer a união dos servidores para enfrentar os ataques

    Nos dias 4, 5 e 6 de julho, ocorreram as eleições do Sismuc. Entretanto, o processo eleitoral ainda não acabou. O pleito não atingiu o quórum, que era 50% + 1 do total de filiados, e terá que ser realizado novamente.

    Esse é mais um exemplo claro do distanciamento da atual direção do SISMUC da categoria que representa.

    Infelizmente a atual direção do SISMUC, representada na Chapa 1, possui ampla maioria da comissão eleitoral e  marcou o segundo turno para o meio do recesso dos trabalhadores da educação, nos dias 18, 19 e 20 de julho. Isso é um claro desrespeito com parte fundamental dos trabalhadores do serviço público municipal.

    A Chapa 2: Sindicato é Pra Lutar – Firmes Com a Base, apoiada pela direção do SISMMAC, entrou com medida judicial para transferir esse segundo turno para agosto para obter paridade e imparcialidade nesse novo processo eleitoral, pois nesse período todos os servidores estarão trabalhando. A decisão da justiça deve sair nos próximos dias.

    Independentemente do resultado dessas eleições, a iniciativa da direção do SISMMAC em apoiar a construção de um grupo de oposição na base do Sismuc vem alcançando seu objetivo: contribuir no aumento de trabalho de base nos locais de trabalho dos demais servidores e, por consequência, lutar pelos direitos retirados pela gestão elitista de Greca.

    Precisamos aprofundar o processo de organização e de união para lutar contra os graves ataques da Prefeitura!

    Matéria publicada na edição de julho do jornal Diário de Classe
  • 12 | 07 | 2018 - 16:16 Além dos muros da escola
    Eleições do Sismuc não terminam por falta de quórum

    Eleições do Sismuc não terminam por falta de quórum

    Baixa participação nas eleições confirma necessidade de fortalecer a união dos servidores para enfrentar os ataques

    Nos dias 4, 5 e 6 de julho, ocorreram as eleições do Sismuc. Entretanto, o processo eleitoral ainda não acabou. O pleito não atingiu o quórum, que era 50% + 1 do total de filiados, e terá que ser realizado novamente.

    Esse é mais um exemplo claro do distanciamento da atual direção do SISMUC da categoria que representa.

    Infelizmente a atual direção do SISMUC, representada na Chapa 1, possui ampla maioria da comissão eleitoral e  marcou o segundo turno para o meio do recesso dos trabalhadores da educação, nos dias 18, 19 e 20 de julho. Isso é um claro desrespeito com parte fundamental dos trabalhadores do serviço público municipal.

    A Chapa 2: Sindicato é Pra Lutar – Firmes Com a Base, apoiada pela direção do SISMMAC, entrou com medida judicial para transferir esse segundo turno para agosto para obter paridade e imparcialidade nesse novo processo eleitoral, pois nesse período todos os servidores estarão trabalhando. A decisão da justiça deve sair nos próximos dias.

    Independentemente do resultado dessas eleições, a iniciativa da direção do SISMMAC em apoiar a construção de um grupo de oposição na base do Sismuc vem alcançando seu objetivo: contribuir no aumento de trabalho de base nos locais de trabalho dos demais servidores e, por consequência, lutar pelos direitos retirados pela gestão elitista de Greca.

    Precisamos aprofundar o processo de organização e de união para lutar contra os graves ataques da Prefeitura!

    Matéria publicada na edição de julho do jornal Diário de Classe

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS