Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • Ditadura militar é pior para os trabalhadores
    Foto: Tomaz Silva - Agência Brasil
    13 | 06 | 2018 - 11:27 Além dos muros da escola

    Ditadura militar é pior para os trabalhadores

    Aqueles que odeiam greves se aproveitaram dos caminhoneiros para defender uma intervenção militar
    Grupos que costumam condenar mobilizações, como o pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro (PLS), aproveitaram a luta dos caminhoneiros para defender a volta do tempo em que a ditadura militar prendeu, torturou e matou quem lutava por melhores condições de vida e de trabalho.

    Veja o que o governo da ditadura militar realmente trouxe para os trabalhadores:

    SALÁRIO MÍNIMO CAIU MAIS DE 40%.
    Em valores reais, salário passou de R$ 534,59 em 1961 para R$ 304,53 em 1985.

    Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)/ 2008

    A CORRUPÇÃO AUMENTOU.
    Grandes obras foram feitas com dinheiro emprestado. A dívida externa explodiu, enquanto os governos militares se enlamearam nas propinas e os empresários engordaram seus lucros.

    O MILAGRE ECONÔMICO SÓ BENEFICIOU OS MAIS RICOS.
    A concentração de renda aumentou mais de 30% em 20 anos. Os 10% mais ricos controlavam 38% da riqueza produzida no país em 1960 e alcançaram 51% em 1980.

    Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

    COM A PROIBIÇÃO DO DIREITO DE GREVE, O GOVERNO PRENDEU E MATOU QUEM LUTAVA.
    Militares intervieram nos sindicatos e cassaram o mandato de direções combativas. Quem lutava em defesa dos direitos dos trabalhadores foi para a cadeia, muitos morreram.
    Matéria publicada na edição de junho do jornal Diário de Classe
Imprimir
  • 13 | 06 | 2018 - 11:27 Além dos muros da escola
    Ditadura militar é pior para os trabalhadores
    Foto: Tomaz Silva - Agência Brasil

    Ditadura militar é pior para os trabalhadores

    Aqueles que odeiam greves se aproveitaram dos caminhoneiros para defender uma intervenção militar
    Grupos que costumam condenar mobilizações, como o pré-candidato à presidência Jair Bolsonaro (PLS), aproveitaram a luta dos caminhoneiros para defender a volta do tempo em que a ditadura militar prendeu, torturou e matou quem lutava por melhores condições de vida e de trabalho.

    Veja o que o governo da ditadura militar realmente trouxe para os trabalhadores:

    SALÁRIO MÍNIMO CAIU MAIS DE 40%.
    Em valores reais, salário passou de R$ 534,59 em 1961 para R$ 304,53 em 1985.

    Fonte: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)/ 2008

    A CORRUPÇÃO AUMENTOU.
    Grandes obras foram feitas com dinheiro emprestado. A dívida externa explodiu, enquanto os governos militares se enlamearam nas propinas e os empresários engordaram seus lucros.

    O MILAGRE ECONÔMICO SÓ BENEFICIOU OS MAIS RICOS.
    A concentração de renda aumentou mais de 30% em 20 anos. Os 10% mais ricos controlavam 38% da riqueza produzida no país em 1960 e alcançaram 51% em 1980.

    Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

    COM A PROIBIÇÃO DO DIREITO DE GREVE, O GOVERNO PRENDEU E MATOU QUEM LUTAVA.
    Militares intervieram nos sindicatos e cassaram o mandato de direções combativas. Quem lutava em defesa dos direitos dos trabalhadores foi para a cadeia, muitos morreram.
    Matéria publicada na edição de junho do jornal Diário de Classe

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS