Sismac

Notícias | Além dos muros da escola

Imprimir
  • Reforma da Previdência passa por comissão e vai ao plenário da Câmara
    10 | 05 | 2017 - 16:56 Além dos muros da escola

    Reforma da Previdência passa por comissão e vai ao plenário da Câmara

    Para ser aprovado no plenário da Câmara dos Deputados, a Reforma precisa de, no mínimo, 308 dos 513 votos

    A proposta da Reforma da Previdência foi votada na comissão especial da Câmara dos Deputados na última terça-feira (9). Agora, o texto será analisado pelo plenário da Casa. Entretanto, ainda não há prazo definido para isso. A data, que não é consenso entre os parlamentares, é o final do mês de maio.

    Para seguir para o Senado, a Reforma da Previdência precisa de, no mínimo, 308 dos 513 votos, no primeiro e no segundo turno do plenário da Câmara.

    Para que aprovem a proposta, o governo federal tem usado a estratégia de liberar verba para os parlamentares bancarem obras e projetos em suas bases eleitorais.

    Alterações tímidas

    Entre as pequenas e tímidas mudanças que foram feitas no texto original está a diferenciação da idade mínima de aposentadoria da mulher na regra geral. O novo documento propõe 62 anos para elas e 65 anos para eles. O tempo de contribuição de 25 anos foi mantido para os dois gêneros.

    A regra de transição e o prazo para atingir o valor máximo do benefício também mudaram.

    Outra pequena alteração é a redução da idade mínima para aposentadoria dos policiais federais, que passa a ser de 55 anos.

    Nossa luta

    As trabalhadoras e trabalhadores seguem firmes na luta contra a Reforma da Previdência. As greves nacionais do dia 15 de março e do dia 28 de abril desgastaram o governo de Michel Temer, mas ainda precisamos somar mais forças para barrar esse ataque aos nossos direitos.

Imprimir
  • 10 | 05 | 2017 - 16:56 Além dos muros da escola
    Reforma da Previdência passa por comissão e vai ao plenário da Câmara

    Reforma da Previdência passa por comissão e vai ao plenário da Câmara

    Para ser aprovado no plenário da Câmara dos Deputados, a Reforma precisa de, no mínimo, 308 dos 513 votos

    A proposta da Reforma da Previdência foi votada na comissão especial da Câmara dos Deputados na última terça-feira (9). Agora, o texto será analisado pelo plenário da Casa. Entretanto, ainda não há prazo definido para isso. A data, que não é consenso entre os parlamentares, é o final do mês de maio.

    Para seguir para o Senado, a Reforma da Previdência precisa de, no mínimo, 308 dos 513 votos, no primeiro e no segundo turno do plenário da Câmara.

    Para que aprovem a proposta, o governo federal tem usado a estratégia de liberar verba para os parlamentares bancarem obras e projetos em suas bases eleitorais.

    Alterações tímidas

    Entre as pequenas e tímidas mudanças que foram feitas no texto original está a diferenciação da idade mínima de aposentadoria da mulher na regra geral. O novo documento propõe 62 anos para elas e 65 anos para eles. O tempo de contribuição de 25 anos foi mantido para os dois gêneros.

    A regra de transição e o prazo para atingir o valor máximo do benefício também mudaram.

    Outra pequena alteração é a redução da idade mínima para aposentadoria dos policiais federais, que passa a ser de 55 anos.

    Nossa luta

    As trabalhadoras e trabalhadores seguem firmes na luta contra a Reforma da Previdência. As greves nacionais do dia 15 de março e do dia 28 de abril desgastaram o governo de Michel Temer, mas ainda precisamos somar mais forças para barrar esse ataque aos nossos direitos.

Rua Nunes Machado, 1577, Rebouças – Curitiba / PR, CEP. 80.220-070 - Fone/Fax.: (41) 3225-6729

DOHMS